Listas

7 nomes que alcançaram o auge da carreira depois de deixar o Borussia Dortmund

Lucas Humberto
Klopp e Lewandowski foram dois dos maiores personagens da história recente do Borussia Dortmund
Klopp e Lewandowski foram dois dos maiores personagens da história recente do Borussia Dortmund / Boris Streubel/GettyImages
facebooktwitterreddit

Poucos nomes no futebol europeu movimentam tantos gigantes como Erling Haaland. Todas as semanas surgem rumores ligando a estrela do Borussia Dortmund aos mais diversos clubes do Velho Continente. Não é de espantar. Aos 21 anos e ainda prometendo muita evolução física e técnica, o norueguês já gravou seu rosto na história da Bundesliga.

O caso do cobiçado atacante não é único. Ao longo da sua frutífera e vitoriosa história, o time aurinegro foi responsável por lançar grandes nomes ao esporte. Alguns deles, aliás, só atingiram o auge bem longe do Signal Iduna Park. E é sobre eles que vamos falar a seguir.

1. Robert Lewandowski

Robert Lewandowski Borussia Dortmund Bayern de Munique Bundesliga
Lewa também emplacou algumas marcas impressionantes pelo BVB / Boris Streubel/GettyImages

Implacável, o melhor e mais completo camisa 9 da atualidade teve justamente o Borussia Dortmund como sua primeira equipe de expressão mundial. Depois de quatro anos dedicados ao clube (2010 a 2014), ele partiu rumo ao Bayern de Munique e, desde então, segue punindo seu antigo time com múltiplos gols em quase todos os encontros.

2. Jürgen Klopp

Jurgen Klopp Borussia Dortmund Liverpool
Antes de revolucionar o Liverpool, Klopp fez o mesmo em Dortmund / Alex Grimm/GettyImages

Com lugar garantido entre os principais nomes da Premier League na última década, o treinador mais heavy metal da Europa deu as últimas grandes glórias ao Dortmund lá nos idos de 2010, quando os aurinegros conseguiam se impor com mais qualidade frente aos bávaros. Hoje Klopp segue revolucionando o Liverpool.

3. Ilkay Gündogan

Ilkay Gundogan Manchester City Borussia Dortmund
Meia em ação pelo BVB / Alex Grimm/GettyImages

Pilar de Pep Guardiola, Ilkay Gündogan só foi deixar os gramados da Alemanha em 2016, época em que saiu justamente do Signal Iduna Park. Hoje empilhando taças junto ao Manchester City, o meia alemão também levantou alguns troféus na Bundesliga, sendo o título de campeão nacional conquistado em 2011/12 o mais expressivo.

4. Christian Pulisic

Christian Pulisic Chelsea Borussia Dortmund
Venda do norte-americano está entre as mais caras da história do clube / PATRIK STOLLARZ/GettyImages

Primeiro estadunidense campeão da Champions League, o atacante do Chelsea foi mais um dos jovens que tirou proveito da qualidade ímpar das categorias de base do BVB. A venda de Pulisic é a terceira mais cara da história do time alemão, atrás somente de Ousmane Dembélé e Jadon Sancho. Poderia estar ainda em melhor fase se não fossem as lesões.

5. Ciro Immobile

Ciro Immobile Borussia Dortmund Haaland Lazio
Passagem de Immobile pelo Dortmund não teve tanto brilho quanto esperado / PATRIK STOLLARZ/GettyImages

Dono de um currículo repleto de grandes clubes, Ciro Immobile se estabeleceu como um dos principais nomes da Lazio. Artilheiro habitual da equipe italiana, o centroavante também virou rosto frequente nas convocações da Azzurra. Ele defendeu o manto aurinegro em 34 oportunidade. Sem muito brilho, diga-se de passagem.

6. Thomas Tuchel

Thomas Tuchel Borussia Dortmund Jurgen Klopp Chelsea PSG
Tuchel foi escolhido para substituir Klopp / CHRISTOF STACHE/GettyImages

Antes de dedicar anos ao Paris Saint-Germain e ao Chelsea, Thomas Tuchel comandou o time aurinegro em 107 oportunidades entre 2015 e 2017. Nesse período, o treinador venceu a Taça da Alemanha. A principal curiosidade é que ele foi escolhido justamente para substituir Klopp. Anos depois, ambos seriam oponentes na Premier League.

7. Alexander Isak

Borussia Dortmund Oyarzabal Real Sociedad Alexander Isak Premier League
Ao lado de Oyarzabal, Alexander Isak tem sido o principal goleador da Real Sociedad / VI-Images/GettyImages

Destaque da Real Sociedad, Alexander Isak, assim como Pulisic, foi um dos muitos jovens aperfeiçoados em Dortmund. Lá nos idos 2019, diante das pouquíssimas oportunidades na equipe aurinegra principal, o centroavante decidiu partir rumo aos gramados espanhóis e, hoje, vê seu nome aparecer na mira da Premier League. Crescimento exponencial e com DNA do BVB.

facebooktwitterreddit