7 jogadores que não fizeram sucesso no Brasil e depois despontaram na Europa

Luigui Almeida
Liverpool FC v Chelsea FC - Premier League
Liverpool FC v Chelsea FC - Premier League / Pool/Getty Images
facebooktwitterreddit

Existem muitos casos de jogadores jovens no Brasil que mostram um ótimo desempenho e são vendidos rapidamente para irem jogar na Europa, como por exemplo Neymar, Vinícius Júnior e Rodrygo. Entretanto, existem aqueles que não foram tão aproveitados por seus clubes, por muitas vezes julgados pelo futebol jogado e que também foram vendidos, mas que desempenham um papel importante na Europa nos dias de hoje. Nem todos eles você se lembra atuando no nosso país, não é mesmo? Confiram abaixo:

1. Casemiro (Real Madrid)

Levante UD v Real Madrid - La Liga Santander
Levante UD v Real Madrid - La Liga Santander / Alex Caparros/Getty Images

Casemiro estreou em 2010 pelo profissional do São Paulo, clube que ficou até 2013. Após ser alvo de críticas por parte da torcida, foi vendido ao Real Castilla, o time B do Real Madrid. Teve uma passagem pelo Porto de Portugal em 2014, onde demonstrou muito potencial até o ano de 2015, quando foi chamado de volta para o time merengue. Desde então, o volante se consolidou como titular no Real Madrid, por onde já conquistou quatro títulos de Champions League.

2. Roberto Firmino (Liverpool)

Liverpool v Chelsea: UEFA Super Cup
Liverpool v Chelsea: UEFA Super Cup / Chris Brunskill/Fantasista/Getty Images

Revelado pelo Figueirense, Firmino fez sua estreia pelo profissional em 2009, em um jogo da Série B do Campeonato Brasileiro. O atacante fez apenas 53 jogos pelo clube catarinense e foi vendido ao Hoffenheim da Alemanha em 2010, mas foi na temporada 2013-2014 que teve seu ápice no clube alemão, quando foi nomeado revelação da Bundesliga. Em 2015 foi vendido ao Liverpool, clube em que está até hoje e que tem um dos melhores trios de ataque do mundo, sendo Firmino um dos jogadores mais usados pelo técnico Jürgen Klopp.

3. Fabinho (Liverpool)

Atletico Madrid v Liverpool FC - UEFA Champions League Round of 16: First Leg
Atletico Madrid v Liverpool FC - UEFA Champions League Round of 16: First Leg / Gonzalo Arroyo Moreno/Getty Images

Cria da base do Fluminense, Fabinho sequer entrou em campo pelo profissional do tricolor carioca, figurando no banco de reservas do time em um único jogo. Em 2012, o atleta foi vendido ao Rio Ave (Portugal), mas chegando lá logo foi emprestado ao Real Madrid Castilla. Na Espanha, Fabinho participou de 30 jogos, mas logo foi emprestado ao Mônaco (França). Chegou em 2013 por empréstimo, porém em 2015 assinou um contrato definitivo com o clube francês. Graças ao ótimo futebol apresentado, Fabinho foi contratado pelo Liverpool em 2018, valendo cerca de R$ 216 milhões.

4. Matheus Cunha (Herta Berlim)

SV Werder Bremen v Hertha BSC - Bundesliga
SV Werder Bremen v Hertha BSC - Bundesliga / DeFodi Images/Getty Images

O paraibano teve seu início longe de casa. Em 2016, quando tinha 17 anos, foi no Coritiba que surgiu a oportunidade para Matheus, por onde participou da Copa São Paulo de Futebol Júnior e foi chamado para o elenco profissional em uma viagem para os Estados Unidos para disputar a Dallas Cup. Disputado o torneio, o atacante chamou atenção do FC Sion, clube suíço para qual ele foi transferido em 2018. Após uma temporada na Suíça, Matheus foi contratado pelo RB Leipzig (Alemanha) e após duas temporadas no clube, se transferiu para o Herta Berlim por aproximadamente R$ 94 milhões.

5. Richarlison (Everton)

Everton v West Bromwich Albion - Premier League
Everton v West Bromwich Albion - Premier League / Alex Livesey/Getty Images

Apelidado carinhosamente de Pombo, Richarlison estreou no profissional em 2015, atuando pelo América Mineiro. Após uma temporada, o Fluminense contratou o atacante em 2016, que disputou 68 jogos e marcou 19 gols. Não durou mais que uma temporada no Brasil e foi vendido ao Watford (Inglaterra) em 2017, quando tinha 20 anos. Na primeira temporada de Premier League, Richarlison chamou a atenção de clubes de mais expressão e foi vendido ao Everton em 2018. O atacante foi eleito o melhor jogador do time na temporada 19/20.

6. Mário Fernandes (CSKA)

PFC CSKA Moscow vs FC Akhmat Grozny - Russian Premier League
PFC CSKA Moscow vs FC Akhmat Grozny - Russian Premier League / Epsilon/Getty Images

Com 20 anos na época, Mário Fernandes fez sua estreia no profissional do Grêmio em 2009. Mesmo tendo participado de 97 jogos em três anos, não foi no Brasil que o lateral-direito demonstrou seu melhor futebol. No ano de 2012 ele foi vendido ao CSKA (Rússia), clube no qual permanece até hoje. Após oito anos atuando no futebol europeu, Mário se naturalizou russo e já disputou uma Copa do Mundo pelo país, em 2018.

7. Ederson (Manchester City)

Manchester City v Leicester City - Premier League
Manchester City v Leicester City - Premier League / James Williamson - AMA/Getty Images

Ederson era das categorias de base do São Paulo em 2008, mas foi dispensado em 2009. Após não conseguir espaço no tricolor, o goleiro foi para Portugal com 15 anos para se preparar no Benfica. Em 2011, Ederson foi contratado pelo Ribeirão, mas logo depois já estava no Rio Ave, sendo reserva de Oblak. Com a saída do goleiro titular, Ederson assumiu a posição de titular e ficou até 2015, quando foi contratado novamente pelo Benfica. Após duas temporadas fazendo grandes defesas e tendo ótimas atuações, o goleiro foi contratado pelo poderoso Manchester City, sendo escolhido por Pep Guardiola para já assumir a titularidade, de onde nunca mais saiu.

facebooktwitterreddit