Listas

7 jogadores que mudaram de posição ao longo da carreira e deram muito certo

Antonio Mota
Joelinton reencontrou o bom futebol após mudar de posição no Newcastle.
Joelinton reencontrou o bom futebol após mudar de posição no Newcastle. / Visionhaus/GettyImages
facebooktwitterreddit

Formado no Sport Recife como atacante, Joelinton vem se reinventando sob comando do técnico Eddie Howe no Newcastle United, da Inglaterra. Com o novo treinador, o brasileiro de 25 anos deu alguns “passos para trás”, largou o ataque e se converteu em volante. E, na prática, vem dando conta do recado.

A seguir, veja 7 jogadores que mudaram de posição ao longo da carreira e deram muito certo.

1. Joelinton

Premier League Newcastle Joelinton
Joelinton foi às redes no final de semana. / Luke Walker/GettyImages

Joelinton despontou para o futebol no Sport Recife e nunca atuou como volante. Aos 25 anos, o agora "ex-atacante" acumula experiências como centroavante, ponta e até como 'camisa 10', mas nunca atuou tão recuado. Agora, em uma nova faixa de campo, o brasileiro está se redescobrindo e se destacando na Premier League.

É um recomeço para o brasileiro.

2. Philipp Lahm

Philipp Lahm Bayern de Munique Premier League
Philipp Lahm é uma lenda viva do Bayern de Munique. / Shaun Botterill/GettyImages

Um dos maiores ídolos da história do Bayern de Munique e da Alemanha, Lahm foi um extraclasse do futebol. Em campo, o versátil alemão iniciou como lateral-direito, mas também tinha facilidade para transitar na ala esquerda.

Já mais velho, o medalhão se reposicionou, muito por conta de Pep Guardiola, e passou a atuar também no meio de campo. Foi um baita jogador.

3. David Alaba

David Alaba LaLiga Real Madrid
David Alaba sempre se destacou pela versatilidade. / Eric Alonso/GettyImages

O polivalente David Alaba se notabilizou desde muito novo pela capacidade de adaptação. Anos atrás, o austríaco costumava atuar no meio de campo, mas logo foi redirecionado e passou a preencher a lateral esquerda e, depois, a zaga. Hoje, ainda atua em todas essas posições, mas é mais utilizado como zagueiro no Real Madrid e como meia na seleção.

4. Javier Mascherano

Javier Mascherano
Mascherano construiu uma bela e versátil carreira no mundo da bola. / Rodrigo Valle/GettyImages

Mascherano iniciou a carreira no tradicional River Plate, da Argentina, onde ficou por pouco tempo antes de ser negociado com o Corinthians, em 2005. No ano seguinte, o volante foi para o West Ham, da Inglaterra, e logo depois para o Liverpool. Até então, tudo certo e o argentino no meio de campo.

Contudo, em 2010, o ídolo da Albiceleste se mudou para o Barcelona e aí precisou mudar. Sem condições de competir com Xavi, Iniesta, Busquets e cia, foi para a zaga e lá deslanchou. No fim das contas, foi bem como volante e como zagueiro.

5. Casemiro

Carlos Casemiro Real Madrid
Casemiro se tornou referência de volante na última década. / Eurasia Sport Images/GettyImages

Casemiro não teve uma vida fácil antes de deslanchar e se consolidar como um dos melhores volantes do mundo. No início da carreira, sofreu com problemas de saúde, cobranças, inseguranças e até com erro de posicionamento no São Paulo, onde chegou a ser aproveitado por vezes como um meia mais ofensivo.

Hoje, para o bem da Seleção Brasileira, o histórico meia do Real Madrid é referência de volante.

6. Sergio Ramos

Sergio Ramos PSG
Sergio Ramos iniciou a carreira como lateral e, depois, se tornou um zagueiro de excelência. / John Berry/GettyImages

Sergio Ramos atuou em praticamente todas as posições defensivas ao longo da vida no mundo da bola, mas foi como zagueiro que entrou para o olimpo do futebol. Aos 35 anos, o xerife do PSG já atuou nas duas laterais, sendo que iniciou a carreira como lateral-direito, e até como volante, mas foi na zaga onde deu os maiores passos da sua trajetória esportiva.

7. Éverton Ribeiro

Everton Ribeiro Flamengo
Éverton Ribeiro trocou a lateral para brilhar no ataque nos últimos anos. / Buda Mendes/GettyImages

Formado no Corinthians, Éverton Ribeiro surgiu como lateral-esquerdo, mas se descobriu mesmo mais próximo ao gol adversário. Aos 32 anos, ER7 ainda suou muito mais recuado antes de mudar de posição. Hoje, o medalhão atua como meia e atacante e é destaque no Flamengo.

facebooktwitterreddit