Brasileirao Série A

7 jogadores que atuaram por Atlético-MG e Grêmio

Lucas Humberto
Ronaldinho Gaúcho foi campeão da Libertadores com a camisa alvinegra
Ronaldinho Gaúcho foi campeão da Libertadores com a camisa alvinegra / LatinContent/GettyImages
facebooktwitterreddit

Rivais nesta quarta-feira (3), Atlético-MG e Grêmio protagonizam um duelo de extrema importância para as distintas pretensões dos dois clubes. Enquanto o Galo não pode mais se dar ao luxo de tropeçar em razão da proximidade dos adversários na briga pelo título, o Imortal também depende do triunfo para sobreviver na elite do Brasileirão.

O caminho das tradicionais equipes se cruzou muitas vezes ao longo da história, inclusive através de jogadores que defenderam ambos os clubes.

1. Diego Souza

Atlético-MG Galo Brasileirão Grêmio
Lei do ex vindo aí? / Buda Mendes/GettyImages

Mais fácil citar clubes onde Diego Souza não tenha jogado, certo? Com um dos currículos mais extensos do futebol brasileiro, o centroavante passou por Belo Horizonte entre 2010 e 2011, e teve duas passagens distintas pelo Grêmio - a primeira em 2007 e a segunda que iniciou em 2020 e segue firme.

2. Diego Tardelli

Diego Tardelli Grêmio Atlético-MG Brasileirão
Tardelli foi contratado pelo Santos em agosto / Buda Mendes/GettyImages

Atualmente no Santos, o experiente Diego Tardelli também tem um currículo pra lá de impressionante. Pelo Galo, foram quase 150 jogos, 57 gols e 15 assistências, que auxiliaram na conquista de importantes títulos recentes da história do clube. O centroavante de 36 anos também defendeu o Imortal durante uma temporada (2019 - 2020).

3. Réver

Rever Atlético-MG Grêmio Brasileirão Galo
Réver é um dos grandes ídolos recentes do Galo / Pedro Vilela/GettyImages

A braçadeira de capitão não deixa dúvidas: a história de Réver e Atlético-MG é digna de um livro. Foram cinco anos na primeira passagem, entre 2010 e 2015, e uma parceria que foi retomada em 2019 e parece longe de acabar. Em Porto Alegre, o zagueiro atuou pela dupla Gre-Nal. E olha que ainda tiveram dois anos de Flamengo no meio desse período...

4. Victor

Victor Grêmio Atlético-MG Brasileirão
Arqueiro trabalhou nos dois clubes e quando pendurou as luvas virou gerente de futebol do alvinegro de BH / Buda Mendes/GettyImages

Embora tenha sido protagonista pelos dois clubes, Victor levantou suas taças mais expressivas quando estava no time de Belo Horizonte, incluindo a Libertadores de 2013, quando defendeu um pênalti com o pé e nesta época ganhou o apelido de São Victor. Além dos rivais já citados ele só atuou em mais dois clubes - Paulista e Ituano.

5. Éder Aleixo

Mais um caso de amplo destaque nos dois cenários, Éder Aleixo saiu diretamente do Grêmio, em 1981, para partir rumo ao Atlético-MG, onde acumulou várias passagens separadas. Pelo Imortal, o ponta-esquerda conquistou duas edições do Campeonato Gaúcho. Mais tarde, ele ainda venceria a Copa do Brasil pelo Cruzeiro.

6. Werley

Werley Atlético-MG Grêmio Brasileirão Atlético-GO
Passagem de Werley foi marcada pelo número de gols / Aldo Castillo/GettyImages

Atualmente no Atlético-GO, Werley teve sua formação de base no Galo, onde permaneceu durante algumas temporadas em passagens distintas. Estreou oficialmente pelo time de Porto Alegre em 2012 e deixou sua marca em estatísticas goleadoras no melhor estilo zagueiro-artilheiro. Teria espaço na equipe novamente?

7. Ronaldinho Gaúcho

Muita gente pode não se lembrar, mas Ronaldinho Gaúcho teve parte da sua formação no Grêmio. Ele estreou profissionalmente pela equipe em 1998 e permaneceu até 2001, quando partiu rumo ao PSG. Depois de anos multivencedores, R10 desembarcou no Mineirão para ficar duas temporadas (2012/2014) e participou do elenco campeão da América em 2013.

Quem lembra da polêmica festa de anúncio que, aliás, nunca aconteceu?

facebooktwitterreddit