7 jogadores brasileiros que largaram um futuro promissor por muito dinheiro no mundo árabe

Antonio Mota
Rodrigo Muniz deu 'ok' para o Al-Nasr, dos Emirados Árabes, e negócio depende apenas do Flamengo.
Rodrigo Muniz deu 'ok' para o Al-Nasr, dos Emirados Árabes, e negócio depende apenas do Flamengo. / Wagner Meier/Getty Images
facebooktwitterreddit

Rodrigo Muniz sinalizou positivamente para uma proposta do Al-Nasr, dos Emirados Árabes, e pode deixar o Flamengo em breve. Aos 20 anos, o Garoto do Ninho não resistiu aos altos valores – cerca de R$ 23 milhões livres de impostos por ano, além de bonificações, casa, carro etc. – apresentados pelo clube árabe e optou por ir para o bilionário mercado alternativo, o que certamente vai afastá-lo dos maiores holofotes do futebol mundial. E essa história já é bastante conhecida no Brasil, como mostram os exemplos abaixo. Veja 7 jogadores brasileiros que largaram um futuro promissor por muito dinheiro no mundo árabe.

1. Romarinho – Al-Ittihad, da Arábia Saudita

Corinthians Mercado Romarinho
Romarinho ia bem no Corinthians antes de ir para a Arábia Saudita. / Ricardo Bufolin/Getty Images

Romarinho iniciou no futebol no Red Bull Bragantino, mas foi no Corinthians onde explodiu para o mundo. Em Itaquera, o atacante conquistou a Conmebol Libertadores, a Recopa Sul-Americana, o Mundial de Clubes e o Campeonato Paulista. E também chamou atenção de times do exterior. Em 2014, quando tinha menos de 25 anos, ele foi para o Al-Jaish, da Arábia Saudita. Hoje, o atleta defende o Al-Ittihad.

2. Rodrigo Muniz – Al-Nasr, dos Emirados Árabes Unidos

Rodrigo Muniz
Rodrigo Muniz aceitou uma proposta milionária dos Emirados Árabes Unidos. / Wagner Meier/Getty Images

Uma das grandes joias do Flamengo na atualidade, Rodrigo Muniz deu o ‘ok’ para o Al-Nasr, dos Emirados Árabes, e está próximo de deixar a América do Sul. Do outro lado do mundo, o centroavante vai ganhar muito dinheiro: mais de R$ 20 milhões por temporada. Vale notar que ele foi ventilado no Atlético de Madrid nos últimos dias.

3. Éverton Ribeiro – Al-Ahli, da Arábia Saudita

Everton Ribeiro Flamengo Mercado
Éverton Ribeiro perdeu anos de holofotes na Arábia Saudita. / Silvio Avila/Getty Images

Éverton Ribeiro vem construindo uma carreira espetacular no futebol. Em suas passagens por Cruzeiro e Flamengo, o meia-atacante conquistou títulos e escreveu o seu nome na história do esporte na América do Sul. Em 2015, porém, o craque foi para o Al-Ahli, da Arábia Saudita, e colocou em risco ser esquecido em seu país natal, além de nem tentar a Europa como destino. Já em 2017, ele fechou com o Mais Querido e voltou aos olhares dos brasileiros. Bom para todos.

4. Igor Jesus – Al-Shabab, dos Emirados Árabes Unidos

Coritiba Igor Jesus
Igor Jesus mostrou muito pouco no Brasil. / Vinicius Do Prado/Agência F8/Gazeta Press

Formado no Coritiba, Igor Jesus quase não apresentou os seus talentos no Brasil. O centroavante chegou ao profissional do Coxa em 2019 e no ano seguinte foi vendido ao Al-Shabab, dos Emirados Árabes Unidos. E com menos de 20 anos. Vai decolar por lá?

5. Guilherme Augusto – Al-Faisaly, da Arábia Saudita

Mercado Guilherme Grêmio
Guilherme 'se mandou' para a Arábia Saudita. / Lucas Uebel/Getty Images

Guilherme surgiu no Grêmio, mas não conseguiu se firmar por lá e rodou por algumas equipes do Brasil, como Botafogo, Chapecoense e Sport. Neste último, o atacante foi bem, se destacou na Série B e até recebeu uma proposta do Sporting, de Portugal, mas acabou fechando com o Al-Faisaly, da Arábia Saudita. Aos 26 anos, ele é pouco lembrado em seu país natal.

6. Yuri César – Al-Shabab, dos Emirados Árabes Unidos

Daniel Alves, Yuri Cesar
Yuri César trocou o Flamengo (e o Fortaleza) pelos Emirados Árabes. / Miguel Schincariol/Getty Images

Yuri César apareceu muito bem no Flamengo, mas não recebeu oportunidades e foi emprestado ao Fortaleza. Já no Leão do Pici, o atacante de 21 anos fez boas partidas e apareceu no radar do futebol internacional, indo parar no Al-Shabab, dos Emirados Árabes Unidos. Uma boa escolha financeira, mas questionável no ponto de vista esportivo.

7. Fernandinho – Al-Jazira, dos Emirados Árabes

Fernandinho Grêmio Mercado
Fernandinho viveu momentos de sucesso no Brasil. / Matthew Ashton - AMA/Getty Images

Fernandinho viveu grandes momentos no Brasil, em especial no Grêmio, onde conquistou a Conmebol Libertadores de 2017. Porém, o atacante poderia ter construído uma trajetória maior no futebol de seu país se não tivesse fechado com o Al-Jazira, dos Emirados Árabes, em 2012. Hoje, ele atua no Chongqing Lifan, da China.

facebooktwitterreddit