Listas

7 destaques do futebol europeu que são subvalorizados ou pouco falados

Nathália Almeida
Tadic é um grande jogador
Tadic é um grande jogador / Soccrates Images/Getty Images
facebooktwitterreddit

Cristiano Ronaldo, Harry Kane, Robert Lewandowski.
Kylian Mbappé, Kevin de Bruyne, Lionel Messi, Sergio Ramos.
Manuel Neuer, Neymar, Virgil van Dijk, Erling Haaland, Mohamed Salah.

Quando o assunto é estrela em ação no futebol europeu, 9 em 10 pessoas citarão a maioria desses nomes de forma automática, o que faz todo sentido: além de craques, são astros do esporte.

Hoje, no entanto, falaremos sobre grandes jogadores que passam longe de ter a mesma badalação destes listados anteriormente. A seguir, elencamos 7 destaques subvalorizados pela opinião pública.


1. Thomas Müller (Bayern de Munique)

Thomas Mueller
Müller é um jogador completo / Boris Streubel/Getty Images

Não podemos dizer que Thomas Müller é um anônimo do grande público, mas certamente não é o primeiro e nem o segundo nome que vêm à cabeça quando falamos em Bayern de Munique.

No entanto, o camisa 25 tem números de protagonista absoluto: nenhum jogador no mundo deu mais assistências que o alemão nas últimas duas temporadas somadas. Ao todo foram 42 passes para gols, perfeitamente divididos entre os dois anos (21 em cada).

Além disso, Müller soma a incrível marca de 12 temporadas consecutivas com 25+ participações diretas para gols de sua equipe, estatística que prova sua regularidade em alto nível.

Um jogador raro.

2. Dusan Tadic (Ajax)

FBL-EUR-C3-LILLE-AJAX
Tadic é o capitão do Ajax / DENIS CHARLET/Getty Images

Seu tempo na Premier League pode não ter sido tão inspirado ou explosivo, mas o sérvio se encontrou a partir do momento em que aceitou proposta do Ajax e rumou ao futebol holandês, em meados de 2018.

Vestindo a camisa 10 de um dos clubes mais tradicionais do mundo, Dusan Tadic desandou a anotar gols, assistências e key passes, se consolidando como um dos jogadores mais eficientes e regulares (que ninguém fala!) das últimas três temporadas.

Ao todo, são 78 gols e 71 assistências em 153 partidas disputados pelo Ajax, média de quase uma (0,97) participação direta para gol de sua equipe por jogo. Um monstro.

3. Wissam Ben Yedder (Mônaco)

Wissam Ben Yedder
Ben Yedder tem números espetaculares / Marcio Machado/Getty Images

A concorrência para ele na Seleção da França é das mais ingratas, mas uma coisa não podemos negar: Ben Yedder tem, há alguns anos, números muito mais relevantes que alguns jogadores que fizeram parte do grupo campeão do mundo em 2018.

Raras foram as temporadas em que o atacante não passou dos 20 gols anotados, ou seja, trata-se de um goleador regular e confiável. Já teve uma temporada com mais de 30 gols anotados pelo Sevilla, em LaLiga, e agora se consolidou como a principal referência do Mônaco. Já foi, inclusive, artilheiro da Ligue 1.

4. Pizzi (Benfica)

Luís Miguel Afonso Fernandes 'Pizzi'
Pizzi é o capitão do Benfica / Quality Sport Images/Getty Images

Regularidade poderia ser o sobrenome de Luís Miguel Afonso Fernandes, popularmente conhecido como Pizzi, jogador adorado pela torcida do Benfica, mas pouco falado pela opinião pública e grande imprensa.

É bem verdade que o meio-campista demorou um tempo até se sentir plenamente em casa na Luz, mas depois que engrenou, se tornou um dos jogadores mais efetivos em ação no futebol português.

São três anos consecutivos com 20 ou mais participações diretas para gols da equipe encarnada, com destaque para 2018/19, quando somou 15 gols e 23 assistências, e 2020/21, melhor temporada de sua carreira, com 30 gols e 19 assistências.

5. Luís Alberto (Lazio)

SS Lazio v Spezia Calcio - Serie A
Luis Alberto, especialista em assistências / Marco Rosi/Getty Images

Técnica, habilidade e inteligência são características fundamentais para quem veste a camisa 10, mas que estão cada vez mais em falta no futebol mundial. O torcedor da Lazio, no entanto, não pode reclamar do que tem em casa desde meados de 2016.

Ao longo dos últimos cinco anos, Luís Alberto tem sido um legítimo 10, somando 36 gols e 51 assistências com a camisa laziale em 177 partidas disputadas. Isso significa que o atleta espanhol precisa de dois jogos para participar diretamente de um gol de sua equipe, números excelentes para um armador.

É um dos melhores meias em ação na Serie A Italiana.

6. Daichi Kamada (Eintracht Frankfurt)

Daichi Kamada
Kamada é um exímio meio-campista / Pool/Getty Images

A definição de jogador tático e polivalente, na melhor acepção dos termos. Mas não fica apenas por aí. Daichi Kamada também é um jogador técnico e inteligente, capaz de decidir partidas.

Desde que chegou ao Eintracht Frankfurt, em meados de 2017, tem sido um dos meio-campistas mais interessantes em ação na Bundesliga, muito elogiado e valorizado pela imprensa local por sua disciplina e coletividade.

Terminou a temporada 2020/21 como um dos líderes em assistências distribuídas (15) entre jogadores que disputam as grandes ligas da Europa. No ano anterior, foram dez gols e nove assistências anotadas.

7. Péter Gulácsi (RB Leipzig)

Peter Gulacsi
Gulácsi é um excelente goleiro / Martin Rose/Getty Images

Não poderíamos fechar essa lista sem um representante de defesa, e o escolhido acabou sendo o goleiro do RB Leipzig.

Seu nome nunca figura entre os mais comentados ou lembrados quando falamos dos grandes arqueiros do mundo - Neuer, Alisson, Ederson, Ter Stegen, Donnarumma monopolizam o debate -, mas o húngaro é peça-chave para explicarmos o sucesso defensivo dos Touros nos últimos anos.

Tem uma média aproximada de 2,5 defesas realizadas a cada gol sofrido, o que é um número bem expressivo. Além disso, tem qualidade no jogo com os pés, acertando cerca de 90% dos passes que tenta. Um goleiro sólido em todos os fundamentos do jogo.

facebooktwitterreddit