LaLiga

7 brasileiros que jogaram em LaLiga e pouca gente se lembra

Lucas Humberto
Rafael Sóbis no Real Bétis, Nenê em vários clubes e até Fabinho no Real Madrid: confira sete brasileiros que jogaram em LaLiga e pouca gente lembra.
Rafael Sóbis no Real Bétis, Nenê em vários clubes e até Fabinho no Real Madrid: confira sete brasileiros que jogaram em LaLiga e pouca gente lembra. / CRISTINA QUICLER/Getty Images
facebooktwitterreddit

Sempre que falamos nos brasileiros de LaLiga lembramos de Neymar, Ronaldinho Gaúcho, Daniel Alves, Ronaldo, Marcelo e muitos outros grandes nomes. No entanto, há vários exemplos de jogadores que ficaram anos em solo espanhol e pouquíssima gente consegue se lembrar. Duvida? Aqui vão sete exemplos.

1. Nenê

Nenê Fluminense Alavés Celta de Vigo Espanyol
Nenê ficou muitas temporadas na Espanha / PHILIPPE DESMAZES/Getty Images

Aos 40 anos e ainda em atividade, é esperado que o currículo de Nenê seja pra lá de extenso. Contudo, muita gente pode não saber que o meia-atacante do Fluminense teve uma longa estadia em LaLiga. Ao longo de várias temporadas, o brasileiro atuou nos seguintes clubes: Mallorca, Alavés, Celta de Vigo e Espanyol. Embora tenha marcado presença em várias equipes, ele não ganhou nenhum título.

2. Míchel Macedo

Michel Macedo Las Palmas Corinthians Juventude
Lateral não deixou saudades no Corinthians / Aitor Alcalde Colomer/Getty Images

Ex-Corinthians e atualmente no Juventude, Míchel Macedo teve duas experiências no popular Campeonato Espanhol: Almería e Las Palmas. E olha que o lateral-direito até conseguiu jogar bastante: somando as passagens pelos dois clubes temos 196 partidas, quatro gols e 14 assistências.

3. Rafael Sóbis

Rafael Sóbis Espanha LaLiga
Sóbis ganhou matéria especial em um dos jornais mais tradicionais da Espanha / CRISTINA QUICLER/Getty Images

Atualmente no Cruzeiro, Rafael Sóbis já ganhou matéria especial no tradicional jornal As. Motivo? Os anos do centroavante no Real Bétis. Revelado no Internacional, o brasileiro rumou à Espanha ainda em 2006 e até jogou bastante: foram 60 partidas, oito gols e uma assistência. Pouco mais de um mês depois da sua chegada, o periódico mencionado rasgou elogios ao brasileiro: "sua velocidade e domínio de bola fora do normal", "chegou e triunfou", entre outros.

4. Viola

Campeão Mundial, Viola fez história em território nacional e, assim como quase todo destaque brasileiro, chamou atenção do exterior. Em 1995, deixou o Corinthians e rumou ao Valencia, mas acabou não se adaptando. O centroavante reclamava constantemente da gastronomia local e não se entendeu bem com seus companheiros de time. Sua passagem durou 33 jogos, onde o jogador anotou 12 vezes.

5. Mariano

Mariano Ferreira Filho Sevilla LaLiga Europa League
Jogador sagrou-se campeão da Europa League / Power Sport Images/Getty Images

Hoje no Atlético-MG, Mariano já ficou dois anos no popular Sevilla. Em 80 jogos, o lateral-direito contribuiu com nove assistências e foi às redes uma vez. Ao contrários dos outros representantes desta lista, o brasileiro levantou uma taça na Espanha: a Europa League da temporada 2015/16.

6. Fabinho

Amplamente conhecido pelos anos e títulos no Liverpool, Fabinho teve uma passagem relâmpago em LaLiga. Contratado para jogar no Real Madrid Castilla ao lado de Nacho, Jesé e Morata, o volante brasileiro teve duas aparições na equipe principal, sendo que em uma delas deu uma assistência para Di María. Aproveitou bem a chance, não é?

7. Fábio Rochemback

Fabio Rochemback Barcelona Grêmio Internacional
Rochemback jogou nos dois integrantes do clássico Gre-Nal e ainda marcou presença no Barcelona. Pra poucos... / Phil Cole/Getty Images

Revelado no Internacional e capitão do Grêmio anos depois, Fábio Rochemback sempre poderá falar que jogou no tradicionalíssimo Barcelona. Ele chegou à Catalunha no ano de 2001 e marcou presença em muitas partidas, mas acabou perdendo espaço no ano seguinte, sobretudo pelos outros grandes nomes que chegaram ao clube, como Javier Saviola, Riquelme, entre outros. Ele saiu sem levantar taças.

facebooktwitterreddit