​Santos vive um 2020 de mais baixos do que altos, mas esboçou uma leve reação antes da paralisação geral do futebol e conseguiu segurar a pressão interna e externa na Vila Belmiro. Ainda assim, o clube precisa melhorar muito no retorno da temporada para manter o bom retrospecto na Libertadores e para sacramentar a vaga no mata-mata do Paulistão, além de delinear uma boa largada na Copa do Brasil e no Campeonato Brasileiro – caso o calendário não mude “totalmente”. Atualmente, o cenário não é favorável, mas é possível melhorar. Confira:


Reforços

FBL-LIBERTADORES-SANTOS-DELFIN

O Santos não começou bem a temporada e muito se deve a quantidade de mudanças que ocorreram dentro e fora de campo. A saída do argentino Jorge Sampaoli e de atletas importantes impactou na qualidade do futebol apresentado pelo alvinegro praiano, e deixou uma conta que o atual plantel e Jesualdo Ferreira não podem pagar. A situação financeira do clube não é boa, mas é preciso encontrar alternativas no mercado para tapar os buracos e reforçar a equipe para quando a situação voltar ao normal.


Evolução e Jesualdo Ferreira

Jesualdo Ferreira

O Peixe iniciou uma reação nos últimos cinco confrontos que disputou – incluindo nos clássicos contra ​Palmeiras e ​São Paulo –, mas ainda não conseguia manter o nível de atuação durante a partida inteira e demonstrava muitas fragilidades. Porém, Jesualdo Ferreira mostrou que pode dar certo no futebol brasileiro e que há expectativa para o time evoluir em 2020.


Soteldo e cia na Vila

Soteldo

Para além dos reforços, o Santos precisa se preocupar em manter Soteldo, Carlos Sánchez e demais atletas cobiçados nacional e internacionalmente. O clube praiano precisa urgentemente de dinheiro, mas se perder mais peças importantes vai ser difícil alçar voos mais altos e brigar por títulos.


Sair do vermelho

Carlos Sanchez

O alvinegro praiano tem muitas dívidas com jogadores e até com ​ex-treinadores, e a expectativa por uma mudança drástica neste quadro é praticamente zero. De todo modo, os santistas esperam que a diretoria seja mais responsável e transparente com o que acontece na Vila Belmiro para que essa situação mude e as notícias relacionadas ao clube não sejam apenas sobre a grave crise financeira da equipe.