​A chegada de Jorge Sampaoli reacendeu no torcedor do Atlético-MG a esperança de que o time se recupere do mau início de temporada. Porém, mesmo com o técnico exigindo ao menos cinco reforços, será preciso esperar um pouco para essas novidades desembarcarem em Belo Horizonte.



Através de uma live, o presidente Sérgio Sette Câmara explicou o momento e disse que, diante da paralisação das competições por conta do coronavírus (e sem uma perspectiva concreta para a retomada), qualquer investimento fica adiado. "Os clubes estão sem receita. Quem vai comprar um jogador neste momento? Paralisamos as negociações. Se eu trago um jogador agora só vamos engordar nossa folha de pagamento. Vamos gastar para trazer o atleta, sem que haja jogos e treinos. Então você não tem o retorno técnico, o quadro é de indefinição e temos que aguardar o que vem por aí”, disse o dirigente.



Neste momento, o objetivo principal do Galo é arranjar uma forma de se manter equilibrado financeiramente. Por isso, são feitas reuniões diárias junto ao departamento financeiro na tentativa de evitar grandes prejuízos. “Vamos ter que fazer algumas adaptações. A gente estava com uma gordurinha para queimar e vamos ter que utilizar. Vamos tentar adaptar a situação. Tentar parcelamentos. Todo mundo vai passar por isso”, completou Sette Câmara. No entanto, ele garantiu que, no momento adequado, a direção irá se voltar novamente ao mercado em busca dos nomes desejados. Só não se pode ter pressa.


Para mais notícias do Atlético Mineiro, clique ​aqui.