​Os campeonatos não têm período para retornarem após paralisação motivada pelo surto de coronavírus no Brasil. Devido a isso, alguns dirigentes de clubes já temem uma crise financeira ou até mesmo fechar as portas, já que, sem jogos, não há receitas para pagar seus custos. As informações são do ​Yahoo.


Palmeiras v Corinthians - Paulista Championship 2018

Os clubes maiores do futebol brasileiro, como ​Flamengo​Palmeiras e ​Grêmio, vão sobreviver à pausa, já que possuem uma situação financeira melhor que os demais. Porém, equipes do interior, por exemplo, ameaçam deixarem de existir se a suspensão se estenda por mais de três meses.


O diretor financeiro do ​Corinthians, Matias Ávila, explicou ao veículo mencionado que os pagamentos no fim do mês vão continuar acontecendo mesmo sem receber receita de TV, bilheteria e premiações. “Se forem um ou dois meses parados, o impacto não será tão grande. Agora, se passar dos quatro meses, talvez tenhamos até de renegociar os contratos com os jogadores”, conclui. 


Corinthians v Independiente Del Valle - Copa CONMEBOL Sudamericana 2019

As diretorias dos clubes ainda não sabem como a Globo - maior detentora de jogos no Brasil - irá proceder. Mas a expectativa é que os pagamentos não aconteçam, já que esses valores são pagos devido as transmissões na TV. 


A emissora paga R$ 6 milhões para as equipes menores que disputam o Campeonato Paulista. O pagamento é parcelado em quatro vezes, iniciando em janeiro. Até agora, a bola só rolou até a metade de março, e alguns clubes já exigem o pagamento deste mês, pois nos dois primeiros, os depósitos já aconteceram.


O presidente do Ceará, Robinson de Castro, diz que não sabe como serão os comportamentos dos patrocinadores, mas se mostra preocupado com o risco de não pagamento dos parceiros comerciais.


A baixa pode atingir até o programa de sócios-torcedores dos clubes. "É de se imaginar que a crise chegue também ao torcedor, que pode parar de pagar as mensalidades ou até cancelar seu plano", teme um dirigente do ​Palmeiras que não quis se identificar.