O mundo mudou drasticamente nas últimas semanas, e não poderia ser diferente. Com casos confirmados em mais de dois terços dos países do globo terrestre, o novo COVID-19, mais conhecido como ​coronavírus, passou a ser tratado como 'pandemia' pela Organização Mundial da Saúde (OMS) e gera preocupação por sua alta taxa de transmissibilidade. 


Como não poderia ser diferente, a propagação da nova doença vem mudando as rotinas e a sociedade como um todo, abarcando também o mundo do esporte. A seguir, resumiremos os principais acontecimentos e como o coronavírus já afetou o futebol e demais modalidades:


Ligas paralisadas

FBL-EUR-C1-UEFA-TROPHY

Até o fechamento deste artigo, o cenário de momento envolvendo os principais campeonatos nacionais do futebol era o seguinte:


Totalmente paralisado: China, Inglaterra, Espanha, Itália, França, Portugal, Bélgica, Holanda, Escócia, Irlanda, Japão, Suíça, Israel, Dinamarca, Noruega, Grécia, Áustria, Croácia, Bulgária, Romênia, República Tcheca, Estados Unidos, Coréia do Sul, Eslováquia, Bósnia, Irã, Vietnã, Tailândia, Colômbia, Venezuela, Panamá, Irlanda (Norte), Polônia, Paraguai, Peru e Alemanha*


*A Bundesliga teria rodada com portões fechados neste final de semana mas, após reunião de emergência, determinou a suspensão da competição até a primeira semana de abril. 


Jogos com portões fechados: Turquia, Ucrânia, Equador, Chile, Costa Rica, Uruguai, Bolívia;


No Brasil: ainda não há um posicionamento oficial da CBF acerca das competições regionais e nacionais; alguns ​Estaduais terão jogos com portões fechados;


Torneios continentais/seleções: Champions League e Liga Europa ​suspensos; Libertadores e primeiros duelos das Eliminatórias Sul-Americanas ​suspensos; Concacaf suspensa; AFC (Ásia) suspensa; 


Jogadores e treinadores infectados

Mikel Arteta

Nos últimos dias, tivemos os primeiros casos confirmados (oficiais) de coronavírus em atletas profissionais das grandes ligas do futebol mundial.


Alemanha: Jannes Horn (Hannover), Fabian Nürnberger (Nürnberg), ​Timo Hübers (Hannover);

Inglaterra: Callum Hudson-Odoi (Chelsea), Mikel Arteta (treinador do Arsenal);

Itália​Daniele Rugani (Juventus), Manolo Gabbiadini (Sampdoria);

Grécia: Evangelos Marinakis (presidente do Olympiacos);


Diversos clubes estão suspendendo atividades e determinando isolamento preventivo, como o ​Real Madrid, após um atleta de basquete do clube testar positivo para o novo COVID-19.


Outras modalidades

Russell Westbrook

​Não é só a bola redonda que vai, gradualmente, parando de rolar pelos quatro cantos do globo. Diversas modalidades e torneios esportivos estão suspensos por tempo indeterminado: NBA (basquete), MLB (beisebol), NHL (hóquei) são algumas das ligas norte-americanas com calendários paralisados. A EuroLiga (basquete) também foi suspensa. Torneios da ATP/WTA (tênis) estão sendo cancelados;


Apesar de uma resistência inicial, a Fórmula 1 também 'cedeu' às reivindicações e cancelou o GP da Austrália, que aconteceria no próximo domingo (15). Bahrein, Vietnã e China também tiveram suas etapas adiadas;


E os Jogos Olímpicos do Japão? 

O Comitê Olímpico Internacional e os organizadores locais seguem resistentes à teoria de que as Olimpíadas precisarão ser adiadas. De momento, uma mudança no cronograma da maior competição esportiva do planeta segue descartada. É importante destacar, no entanto, que 42 das 50 modalidades olímpicas ainda têm disputas por vaga pendentes via competições originalmente programadas para as próximas semanas/meses, mas muitos destes torneios precisaram ser adiados ou cancelados por conta do coronavírus. A ver.

Oly-2016-FBL-SWE-NGR-FEATURE