Nesta terça-feira (25), o elenco do ​Santos se reapresentou no CT Rei Pelé e o treinador português Jesualdo Ferreira esteve presente. O time ganhou dois dias de folga após a derrota para o Ituano no Campeonato Paulista e a demissão do português entrou definitivamente em pauta na Vila Belmiro.

Porém, ele fica ao menos até o fim de semana. De acordo com o ​UOL Esporte, o comandante realizou a primeira atividade junto ao grupo antes da partida contra o Palmeiras, que acontece no sábado (29), e assim deve continuar no cargo, no mínimo, até depois do clássico.

FBL-ASIA-C1-ALSADD-ALAHLI

O trabalho do treinador vem sendo questionado há mais de três semanas e na segunda-feira (17) foi avaliado negativamente pelo Comitê de Gestão do Santos, no entanto, os gestores optaram pela permanência de Jesualdo. A cúpula decidiu que era melhor esperar para ver o desempenho da equipe até o início da Libertadores.


O planejamento e a “multa rescisória” – cláusula de pagamento integral de 12 meses de salário de Jesualdo e sua comissão técnica, informada inicialmente pelo GE) –, além da confiança do presidente José Carlos Peres e de alguns membros da diretoria, pesam a favor dos profissionais. A partida contra o ​Palmeiras pode, em caso de derrota, representar a despedida do português.

Desta forma, o cenário instável e uma derrota no clássico pode tornar a permanência do treinador insustentável. A pressão interna e de boa parte da torcida pode forçar uma demissão precoce mesmo com o apoio de membros da diretoria e do presidente.