Investimento pesado! O Manchester City investiu cerca de 1 bilhão de euros para montar um time capaz de vencer a Liga dos Campeões e esperar quieto por duas temporadas – tempo da punição aplicada pela UEFA – não é uma opção agradável para o clube inglês.


Inconformado, o City contratou o renomado advogado David Pannick para tentar se livrar ‘severa’ condenação. O legista é conhecido por ter impedido o processo de saída do Reino Unido da União Europeia (Brexit) em duas oportunidades. A informação é do jornal britânico Daily Mirror.

FBL-ENG-PR-MAN CITY-WEST HAM

Os citizens ficaram conhecidos no mundo todo pelas cifras envolvidas em suas transações e a negociação com Pannick não seria diferente. Segundo o noticiário, o advogado ganha cerca de 20 mil libras por dia (cerca de R$113 mil). Isto é, aproximadamente 100 mil libras (R$568 mil) por semana – o montante equivale ao que recebe o zagueiro Stones e o atacante Gabriel Jesus.

David Pannick tem 63 anos e é um dos advogados mais reconhecidos da Inglaterra. O experiente profissional ganhou maior notabilidade após representar duas vezes a empresária Gina Muller contra o processo do Brexit e consequentemente desafiar a ex-Primeira Ministra Theresa May e o atual Boris Johnson.


O CASO

FBL-EUR-C1-DRAW

A UEFA excluiu o Manchester City das próximas duas edições de Champions (2020/2021 e 2021/2022) e aplicou uma multa de 30 milhões de euros (R$140 milhões) por acusação de que o clube violou regras do Fair Play Financeiro.


Agora, os ingleses devem recorrer ao Tribunal Arbitral do Esporte (TAS) – órgão máximo da justiça desportiva – para tentar se livrar totalmente ou ao menos reduzir a punição.


Segundo o Daily Mirror, o City vê em Pannick uma oportunidade de acelerar o processo e resolver tudo antes do final da temporada europeia. O jornal acrescenta que o clube não descarta entrar na justiça comum, no Tribunal Federal da Suíça.