​Valor Econômico realizou um levantamento que mostra dívida de aproximadamente R$5,3 bilhões dos clubes brasileiros com a União. Os dados são da Procuradoria-Geral da Fazenda Nacional (PGFN) e foram obtidos com base na Lei de Acesso à Informação.


De acordo com a pesquisa, ​Corinthians é o clube com a maior dívida perante à União, com débitos de R$737,3 milhões – o montante não inclui o financiamento da Arena. O valor é mais do que o dobro do que o segundo no ranking (​Atlético-MG) do levantamento deve. Confira abaixo o ‘top 10’:

FBL-LIBERTADORES-CORINTHIANS-GUARANI


# Time Dívida
1 Corinthians* R$ 737,7 milhões
2 Atlético-MG* R$ 356,5 milhões
3 Vasco da Gama** R$ 256,5 milhões
4 Botafogo** R$ 251,6 milhões
5 Flamengo** R$ 224,2 milhões
6 Confederação Brasileira de Vela e Motor** R$ 219,8 milhões
7 Fluminense** R$ 173,8 milhões
8 Guarani** R$ 141,5 milhões
9 Internacional R$ 130,1 milhões
10 Palmeiras** R$ 88,3 milhões

*não reconhecem parte da dívida.

**não se pronunciaram à reportagem da Valor Econômico.


Conforme a publicação, o levantamento considerou dívidas em “situação irregular (em processo de cobrança efetiva) e regular (garantidos, parcelados ou suspensos por decisão judicial)”. No total, mais de 3,5 mil clubes esportivos e sociais devem à União por não pagamento de impostos, contribuição previdenciária e/ou Fundo de Garantia do Tempo de Serviço (FGTS).


Há alguns anos, os clubes renegociaram os valores através do Programa de Modernização da Gestão e de Responsabilidade Fiscal do Futebol Brasileiro (Profut), por exemplo, mas voltaram a aumentar suas dívidas. Em novo projeto de lei, os times têm a possibilidade de fazer novo acordo, mas vão precisar mudar ‘sua natureza jurídica’.