​Com Vanderlei Luxemburgo, Felipe Melo virou zagueiro. E, após a vitória por 3 a 1 sobre o Mirassol, neste domingo, no Allianz Parque, o jogador recebeu elogios por parte do técnico do Palmeiras. Conhecido por ser intempestivo, ele foi o atleta do Verdão que mais sofreu faltas em campo (quatro, segundo o Footstats). E não reagiu.



Na visão de Luxa, a estratégia do adversário foi tentar "pegar" o profissional através de seu ponto fraco. "Se fosse há algum tempo, ele certamente seria expulso por dar uma porrada em alguém. Certeza absoluta. Eu chamei o Felipe e perguntei se estava percebendo que eles estavam provocando, e ele disse que sim. Foi então que eu disse para não reagir: 'fica na tua, porque você vai dar uma pancada e é o que eles querem'", afirmou o treinador.



Já ao final da partida, Felipe Melo cometeu uma infração e reclamou por ter recebido o cartão amarelo, já que aquela havia sido sua única falta ao longo dos 90 minutos. "Não foi algo por ele ter ficado nervoso, por intempestividade. Comigo isso acabou. Ele é o capitão do time e um exemplo para todos", concluiu o treinador. O agora zagueiro, aliás, foi destaque em campo, liderando o time em rebatidas (seis) e lançamentos certos (seis). Além disso, terminou em segundo em desarmes (três) e passes certos (61, contra apenas dois errados). Após seis rodadas, o Palmeiras ocupa a segunda colocação do Grupo B do Campeonato Paulista com 13 pontos, dois a menos que o Santo André. A equipe volta a campo na quinta-feira, novamente em casa,  para enfrentar o Guarani.


Para mais notícias do Palmeiras, clique ​aqui.