O meio-campista do Barcelona Ivan Rakitic admitiu que não gostou da forma como o clube lidou com sua situação na janela de transferências de janeiro. O croata se viu deixado de lado no time titular nesta temporada, com a chegada de Frenkie de Jong, e gostaria de mudar de ares.


Ruben Rochina,Ivan Rakitic

Com a delicada situação, parecia que seu futuro estava longe do Camp Nou, mas, ​apesar do interesse do Manchester United e da Juventus, Rakitic não conseguiu se mudar no mês passado. A vitória de domingo por 2 a 1 sobre o Levante foi apenas sua oitava partida em La Liga pelos gigantes catalães nesta temporada, e o meio-campista manifestou suas preocupações quanto a isso tudo: 


"Houve várias coisas que eu não gostei", disse ele, conforme citado pelo site ​Goal


"Digo isso com muita clareza. Sabemos que existem pessoas que tomam decisões, mas aqui não estamos para rir ou curtir. No final, a melhor coisa para o clube deve ser o que é bom. Temos de aceitar não entender algumas coisas."


FBL-ESP-LIGA-BARCELONA-VALLADOLID

Apesar de sua infelicidade, Rakitic insistiu que não queria se deter em nenhum problema que pudesse ter com a diretoria do Barcelona e foi rápido em expressar sua gratidão por ter sido escolhido para atuar contra o Levante.


"Não é hora de falar sobre [minha infelicidade]", acrescentou. "Estou feliz por ter jogado hoje e todo mundo sabe disso, você não precisa abrir as coisas novamente. Tudo já aconteceu e eu tenho que virar a página e não pensar muito nisso. Você tem que trabalhar da melhor maneira possível, porque a parte decisiva da temporada está chegando. Quero que meus colegas, técnicos e fãs contem comigo", concluiu o meia.



O contrato de Rakitic com o Barcelona vai até junho de 2021, mas parece improvável que ele esteja no clube além deste verão na Europa.