​Entrevista polêmica é o que não falta no mundo do futebol. E quando se fala de conferências envolvendo treinadores, então, este campo é vasto. Seja no Brasil ou no exterior, os comandantes das equipes adoram provocar, responder alguma pergunta de forma irônica ou até fazer comentários "nada a ver". Pois cabe ao 90min, então, relembrar oito desses momentos! E a gente pode garantir: a lista não acaba por aí...


Giovani Trapattoni

FBL-WC2014-AUT-IRL

A lenda italiana tem um excelente currículo. Ele ganhou inúmeros títulos na Itália, mas seu tempo na Alemanha com o Bayern de Munique talvez seja mais lembrado por uma conferência de imprensa em março de 1998. A equipe vinha de uma série de três derrotas seguidas na Bundesliga, e o treinador não estava feliz. Ele aproveitou a chance para expressar sua raiva, repreendendo seus jogadores em alemão e batendo repetidamente com o punho na mesa, antes de deixar a sala.



Luiz Felipe Scolari

FBL-LIBERTADORES-GODOYCRUZ-PALMEIRAS

Em 2010, quando treinador do Palmeiras, chamou jornalistas de palhaços. No jogo seguinte, os profissionais de imprensa protestaram usando nariz de palhaço para receber o treinador. Quatro anos depois, durante a Copa do Mundo de 2014, em que comandou a seleção brasileira, criticou mais uma vez a imprensa, que comentava sobre a escolha de alguns jornalistas para uma reunião particular. “Tem uns jornalistas que gosto mais, que são meus amigos. Os que não foram chamados é porque não gosto deles mesmo, ou porque eu não queria falar agora. Mas ciúme de homem, por favor, não! De mulher ainda vai, mas de homem? Não me arrependo da conversa com pessoas de quem gosto, com meus amigos. É o meu jeito. Quem não gostou, que vá para o inferno.”


Mike Petke

Mike Petke

Em julho de 2017, as frustrações de Mike Petke, técnico do Real Salt Lake (Estados Unidos), superaram-no. Irritado com uma série de decisões de arbitragem, se recusou a responder a quaisquer perguntas sobre ela, mas se permitiu participar de uma cena hilária. Petke trouxe fotos de várias situações dos dois últimos jogos de seu time para questionar a inconsistência da arbitragem. Ele exigiu que cada jornalista da sala recebesse uma cópia das imagens.



Tuca Ferretti

Ricardo 'Tuca' Ferretti

Ele é conhecido por dar grandes broncas em jornalistas. Em 2016, pelo Tigres mexicano, havia sido eliminado da liga nacional e se irritou ao ver jornalistas (um homem e uma mulher) disputando o microfone para fazer uma pergunta durante a coletiva. "Para mim é assim: primeiro as damas. Na sua casa, você impõe as suas regras. Na minha, imponho eu. E aqui estamos acostumados assim. Não vou discutir com você, para mim são as mulheres primeiro e acabou”, esbravejou. E ainda continuou: Estou há seis anos aqui e você não me diga que c… eu tenho que fazer. Cale-se, c…”. Em seguida, deixou a sala de conferências.



José Mourinho

FBL-ENG-PR-TOTTENHAM-NORWICH

No final de sua passagem pelo Manchester United, José Mourinho se viu diante de muitas críticas e perguntas sobre seu futuro. Em agosto de 2018, após uma derrota por 3 a 0 para o Tottenham Hotspur, ele decidiu desabafar. Mourinho insistiu que o número de gols sofridos por sua equipe na partida representava sua contagem de títulos da Premier League, que era mais do que o restante dos técnicos da Premier League juntos. Ele saiu da sala logo depois, pedindo aos jornalistas que lhe mostrassem um pouco mais de respeito.



Dunga

FBL-WC-2014-BRA-DUNGA-PRESSER-PRESENTATION

Durante a Copa do Mundo de 2010, em que dirigiu a seleção brasileira, o técnico Dunga teve um grande atrito com Alex Escobar, da TV Globo. O jornalista falava ao telefone e balançou a cabeça ao discordar do treinador, que acusava os profissionais imprensa de terem pedido que Luis Fabiano fosse tirado do time titular após o primeiro jogo do Mundial. Dunga, então, interrompeu sua resposta. "Algum problema? É? Ah bom, pensei que tinha...", disse ele. Na sequência, balbuciou palavrões que vazaram nas caixas de som do local.



Antonio Conte

Antonio Conte

O triunfo do Chelsea na Premier League 2016/2017 foi especial, e a equipe estava claramente ansiosa para comemorar com o técnico. Durante a conferência de imprensa de Antonio Conte em maio de 2017, Diego Costa, David Luiz e John Terry apareceram para tentar apressar as coisas. Costa até apontou um extintor de incêndio para os jornalistas para avisá-los a não fazerem mais nenhuma pergunta. Os jogadores acabaram desistindo, com Costa e Luiz subindo ao palco para pegar fisicamente Conte e arrastá-lo de volta ao camarim para festejar.



Muricy Ramalho

FBL-BRAZIL-LIBERTADORES-SAOPAULO-SANLORENZO

Ele sempre admitiu não gostar de entrevistas. E suas frases ficaram marcadas na história do futebol. “Uma vez, eu dei um trabalho tático de 40 minutos. Só coloco o time que vai jogar para treinar tático. Depois, na coletiva, a primeira pergunta que fazem é: ‘Qual o time que você vai colocar em campo?’. É demais. Mandei os caras assistirem ao treino e pararem de comer bolacha e beber cafezinho”, disse em determinado momento. “Se sei como o time jogará? Sim: de meia, calção e chuteira”, respondeu, ao ser questionado sobre o time colombiano Independiente, rival são-paulino pela Libertadores.


Este artigo foi apresentado a você por Aves de Rapina, em breve nos cinemas.

Confira o trailer abaixo: