Com 2 derrotas nos 2 primeiros jogos do campeonato carioca contra times considerados de pequena expressão​, o começo de ano do Alvinegro é muito preocupante. Por um lado, pode-se argumentar que a escalação nessas partidas está longe de ser a titular, mas, por outro, é possível perceber o quão enxuto está o elenco pra 2020.



Em 2019, o ​Botafogo não foi bem em nenhuma competição e só não foi rebaixado do Campeonato Brasileiro por um milagre. No final do ano passado a torcida começou a se empolgar com a possibilidade do clube virar um clube-empresa com investimentos e patrocínios, porém esse início já mostrou que a transição para o novo modelo pode demorar mais do que os torcedores esperavam


FBL-SUDAMERICANA-BOTAFOGO-MINEIRO

A janela de transferências está sendo cruel pro time que viu seu melhor jogador da temporada anterior (o zagueiro Gabriel) voltar do empréstimo ao Atlético Mineiro e o segundo melhor (o meio-campista João Paulo) na iminência de ser vendido para o atual campeão da MLS, o Seattle Sounders. Como se não bastasse esses desfalques, o lateral-direito titular, Marcinho, ​que hoje possui o maior valor de mercado da equipe, se lesionou e vai ficar 6 meses fora dos gramados.


No domingo, dia 26, o time titular entra em campo pela primeira vez em um jogo oficial, contra o Macaé. Sem dúvidas, será uma partida crucial para as pretensões do Glorioso que precisa pontuar logo se não quiser ficar fora das finais pelo segundo ano consecutivo. Além disso, será provavelmente a única competição com chances reais de ser campeão nessa temporada, então a equipe precisa ligar o alerta urgente.



Alberto Valentim precisa dessa vitória mais do que qualquer um. O técnico, que foi campeão do estadual com o próprio Botafogo em 2018, não teve boas passagens no Vasco e muito menos no Avaí que acabou sendo rebaixado para a série B. Mesmo assim, foi contratado para voltar ao Alvinegro e, mais uma vez, não vem apresentando um bom trabalho sendo justamente questionado pela torcida. Chega a ser desesperador a falta de padrão de jogo; o time não cria chances, não finaliza, comete muitos erros de passes, tem uma saída de bola muito lenta e raramente realiza jogadas trabalhadas que gerem perigo ao adversário. 

Botafogo v Vasco da Gama - Brasileirao Series A 2019


O torcedor que carrega a estrela solitária no peito tem que ter paciência, o Botafogo precisa de sua torcida. Isso ficou evidente no final de 2019, quando seu povo carregou o limitado time nos jogos em casa e o ajudou a permanecer na elite. Não é hora de desistir, botafoguenses, o futuro é logo ali, a Botafogo S/A está em processo e quem sabe o clube volta ao seus anos de glória e títulos.