Nesta terça-feira (21), o presidente do ​Bahia, Guilherme Bellintani, volta a se reunir com o Núcleo Dirigente Transitório do Cruzeiro para tratar sobre possível negociação do volante Éderson. O futuro do jogador ainda não foi definido, mas o atleta não deve seguir no clube mineiro.


De acordo com informações do ​Superesportes, os dirigentes de ambos os clubes já tiveram um primeiro contato, mas para trocar experiências de gestão. A Raposa também deve se reunir com César Godoy, agente do jogador, para buscar soluções para a situação do clube com Éderson.


O Bahia espera contar com o volante de 20 anos na temporada e oficializou o interesse em carta de intenção anexada ao processo do atleta contra o ​Cruzeiro. O jovem pediu rescisão judicial do contrato com o clube celeste e o pagamento de salários atrasados, direitos de imagem, luvas, FGTS, férias e 13º. A dívida gira em torno de R$ 2 milhões.


Ederson,Walter

César Godoy espera negociar com o Cruzeiro para que Éderson volte a atuar, por outra equipe, antes da audiência, marcada para o dia 10 de fevereiro. O Bahia colocou o meio-campo Regis, de 27 anos, como possibilidade de troca. Os clubes aguardam o desfecho do caso para iniciar negociações mais concretas.

Éderson tem contrato com a Raposa até agosto de 2023, mas não se reapresentou junto ao elenco no dia 9 de janeiro e treina separado com profissionais de preparação física. Em 2018, o clube pagou R$1.25 milhão ao Deportivo Brasil-SP por 60% dos direitos econômicos do jogador.