O Sul-Americano Sub-23 (Pré-Olímpico) começa neste sábado, mas a estreia do Brasil é apenas no domingo (19), no Estádio Centenário Armenia, na Colômbia, às 22h30 (de Brasília), contra o Peru. A Seleção comandada pelo técnico André Jardine busca a vaga para os Jogos de Tóquio-2020.


O Sub-23 garante duas vagas para a Olimpíada e reúne os dez países filiados à Conmebol. Atualmente, o mundo conhece os representantes da Europa, da Oceania e da África. No total, nove das dezesseis seleções já estão definidas. O torneio da Ásia ainda não acabou e o da Concacaf acontece entre março e abril.


Os países classificados são: França, Alemanha, Romênia e Espanha, da Europa. África do Sul, Egito e Costa do Marfim, da África. Nova Zelândia, da Oceania. Japão (país-sede), da Ásia. Os Jogos Olímpicos têm limite de idade (23 anos), mas é possível que grandes astros do futebol mundial estejam em campo.


FBL-FRA-LIGUE1-MONACO-PSG

O astro francês Kylian Mbappé de 21 anos demonstrou interesse em participar da competição, mas o Paris Saint-Germain e a Seleção principal devem ‘impedir’ o atacante. O jovem é titular de seu país e deve disputar a Eurocopa. O craque teria que abrir mão de suas férias e emendar uma temporada na outra para participar da Olímpiada.


O atacante do Liverpool, Mohamed Salah, não tem idade olímpica, mas pode ser incluído na lista como um dos três atletas acima do limite permitido. O problema do egípcio é com a equipe inglesa, que dificilmente vai liberar o seu principal jogador no início da Premier League (2020/2021).

Brazil v Nigeria - International Friendly

O brasileiro Neymar também demonstrou interesse em participar dos Jogos Olímpicos, caso a Seleção se classifique, mas esbarra em uma possível negociação complicada com o Barcelona e com o início da próxima temporada. A tendência do Brasil e de outras seleções é contar apenas com os jogadores da categoria ou com nomes do profissional menos ‘badalados’.  


A Seleção Brasileira melhorou nas últimas três Olímpiadas e conquistou três medalhas consecutivas no futebol masculino: Bronze, em Pequim (2008); Prata, em Londres-2012; e Ouro, no Brasil-2016.