​Motivo de 'desespero' às defesas adversárias​Lionel Messi costuma obrigar equipes rivais a montarem planos de jogo específicos apenas para sua contenção. Ao longo de sua brilhante e vitoriosa carreira, o argentino já encarou defensores de peso obstinados em anulá-lo, destaque para nomes como Giorgio Chiellini (Juventus), Virgil van Dijk (Liverpool), Diego Godín (Atlético de Madrid) e, é claro, Sérgio Ramos. 

​​Apesar de termos citado quatro dos principais zagueiros do futebol na atualidade, nenhum desses foi lembrado pelo camisa 10 quando perguntado sobre o marcador mais duro que já enfrentou. A resposta do craque argentino, por sinal, chega a ser surpreendente: "Eu não me lembro, de verdade... O do Girona, talvez. Aquilo foi exagerado!", afirmou.


O jogador apontado por Lionel Messi é o jovem Maffeo, de apenas 22 anos. Formado nas categorias de base do Manchester City, o zagueiro está em sua terceira passagem no modesto clube espanhol, via empréstimo. Em setembro de 2017, Maffeo foi implacável na marcação do camisa 10 e, apesar do Barcelona ter vencido com tranquilidade o jogo, o argentino teve atuação discreta na ocasião.

Lionel Messi,Pablo Maffeo

Ainda em entrevista concedida à DAZN, Messi revelou não se incomodar com marcações individuais, desde que não haja deslealdade"Existem jogos feios e jogos estranhos. Jogos em que você sempre tem um homem perto de você. Isso não acontece muito comigo. Mas isso também não me incomoda (...) Eu nunca reclamei. Acho que o contato e os chutes fazem parte do futebol. Me incomoda quando as chegadas são mal intencionadas. Se não for esse o caso, faz parte do jogo e eu aceito, tranquilamente", concluiu.