Jobson chegou com grande expectativa no Santos em 2019 após ter feito um ótimo Campeonato Paulista pelo Red Bull Brasil. A torcida ficou ainda mais esperançosa porque o jogador foi um pedido do ex-treinador do clube, Jorge Sampaoli. O problema é que o atleta não teve muitas oportunidades e só entrou em campo quatro vezes na temporada *passada, dado que o então treinador alegou que o atleta ainda não tinha entendido seu conceito de jogo.



Jobson,Lima

Vários clubes ficaram interessados no volante: Grêmio, Cruzeiro e Botafogo chegaram a realizar ofertas, mas nenhuma agradou ao Peixe, que dificultou sua saída no final do ano passado. No começo desta temporada, o jogador também recebeu propostas para deixar a Vila Belmiro. Mas, desta vez, foi o jovem de 24 anos que preferiu permanecer no Alvinegro Praiano com a expectativa de atuar mais sob o comando de Jesualdo Ferreira. Ambos conversaram e o comandante mostrou a importância dele para o grupo.


O portal ​Gazeta Esportiva informou que Jobson tem ganhando chances nos treinamentos e o treinador está gostando do seu desempenho nesse começo de trabalho. Ainda de acordo com a reportagem, colocado o jogador para atuar de “5” (mais recuado, como primeiro homem no meio) e de “8” (mais avançado, próximo aos atacantes). O atleta tem ganhado status de “coringa” e ensaia ser um dos homens de confiança do português.


Por mais que não seja titular nos primeiros jogos do ano, o volante acredita no seu potencial e que possa garantir uma vaga quando tiver a chance de entrar em campo. Com um perfil mais sereno, Jesualdo tem ganhado prestígio dentro do clube santista e já é querido por praticamente todos os jogadores. Nos bastidores, a expectativa é que o Peixe deslanche o quanto antes para buscar algum título na temporada.