​Athletico embarca para a Argentina na tarde desta terça-feira (14) sem o atacante Rony. O rubro-negro paranaense e o jogador ainda não entraram em acordo pela renovação contratual e o destaque do clube na última temporada começa a chamar atenção de outros clubes brasileiros.


O camisa 7 tem vínculo com o Furacão até julho de 2021 e pode assinar um pré-contrato com outra equipe a partir de dezembro. Os dirigentes do clube e representantes do atleta conversam há meses, mas não chegaram a um ponto em comum.


​Corinthians surge como principal interessado em Rony, mas a multa de 12 milhões de euros (cerca de R$ 55 milhões) travam a negociação. O alvinegro conversa com o Athletico e negocia para pegar metade dos direitos econômicos do jogador por cerca de R$ 27 milhões. Outros clubes observam a situação.


Em entrevista à TNT, o treinador Dorival Júnior confirmou o interesse de outras equipes em atletas do Furacão e admitiu que podem ocorrer mudanças no plantel. “Pode ser que aconteçam algumas alterações (no elenco), até porque eles se destacam, eles não ficam, o Athletico está sempre num processo de renovação”, disse.


Rony

Rony fechou com o Athletico em 2018 depois de sair por vias jurídicas do Albirex Niigata, do Japão. A ação ainda corre na Fifa e o clube que contratar o atacante também deve arcar com possível multa aos japoneses. A informação é do ​UOL Esporte, que consultou Diego Barreto, advogado brasileiro do clube asiático.

O representante afirmou que esteja nas considerações finais do processo e que o desfecho deve sair em ao menos seis meses. A multa rescisória do camisa 7 era de R$ 41.3 milhões na época em que ele atuava no Albirex Niigata.