O técnico Jesualdo Ferreira foi apresentado oficialmente como o novo comandante do ​Santos. O português de 73 anos recebeu a camisa 10 do Peixe, se disse maravilhado com a oportunidade que recebeu e chamou o clube de "mítico" ao descrever a equipe da Vila Belmiro. Além disso, o comandante falou sobre o estilo de jogo que irá implementar, legado de Jorge Sampaoli e probabilidade de ter Cueva e Quaresma em seu elenco.


FBL-ASIA-C1-SADD-PERSEPOLIS

Jesualdo elogiou o sistema ofensivo da equipe do Santos em 2019, mas deixou claro que terá que dar um cuidado especial para a defesa, a qual classificou como "pouco cuidada" por Jorge Sampaoli. "Foi uma equipe que me agradou. Gosto dessas equipes. Mas também é verdade que tem de existir um equilíbrio. A minha expectativa é melhorar o que era muito bom e o que também foi menos bom. Ganhar vai ser o nosso lema, o nosso objetivo", relatou o português.


Sobre a possibilidade do português Ricardo Quaresma jogar no Santos, o treinador não confirmou, mas elogiou o experiente meia. "O Ricardo Quaresma é uma referência muito importante na minha vida. Ganhamos muito algumas coisas. É campeão europeu por Portugal, ganhou a Liga das Nações. O Ricardo é muito especial, é um talento. Eu não falei ainda sobre o Ricardo. Vi que tem uma grande onda nas redes sociais", afirmou.


O treinador não definiu a situação do meia Cueva, que se reapresentará junto ao elenco santista e quer permanecer no clube em 2020. “Minha ideia é jogar. Estou com muita vontade, muito bem e feliz”, disse o jogador. Sobre isso, Jesualdo não confirmou que o peruano estará no grupo. "Eu não posso responder, porque não o conheço bem. Não sei quais são os problemas que existem. E nunca vou falar sobre algo de que não tenha conhecimento e qualidade para explicar. No tempo certo, falarei sobre isso", concluiu.