Neste sábado (04), ​Flamengo acertou mais uma grande venda de uma jovem promessa do clube: Reinier Jesus. A transação de 30 milhões de euros (cerca de R$136 milhões de reais) depende apenas de o Real Madrid oficializar a proposta e colocar a oferta no papel para que o negócio seja fechado. O Rubro-Negro fica com 80% do montante, enquanto o meia-atacante e seus representantes receberão os outros 20% do valor. A informação é do ​GloboEsporte.com.


A venda do atleta ultrapassa a meta de R$ 80 milhões de reais prevista pelo clube em arrecadação com transações em 2020. O Garoto do Ninho está com a Seleção Brasileira Sub-23, na Granja Comary, onde se prepara para o Torneio Pré-Olímpico. Reinier completa 18 anos no dia 19 de janeiro e com isso não deve atuar mais pelo time carioca, que tentou manter a joia até o meio do ano, mas não obteve sucesso.


Reinier Jesus é mais um caso de sucesso da base do Rubro-Negro nas últimas temporadas. O Mais Querido vem fazendo jus a ‘marca’ do clube, “Craque, o Flamengo faz em casa”. O ciclo de grandes negociações começou em 2017, com a venda do lateral-esquerdo Jorge para o Monaco, da França, por cerca de 8,5 milhões de euros. Em 2018, o time fez suas duas maiores vendas: meio-campo Lucas Paquetá, negociado com o Milan, da Itália, por 35 milhões de euros, e ​Vinicius Junior, vendido ao Real Madrid, da Espanha, por 45 milhões de euros. No último ano, o clube negociou o volante Jean Lucas com o Lyon, da França, por 8 milhões de euros, além de Léo Duarte, zagueiro hoje no Milan.

Lucas Paquetá

As grandes negociações se tornaram rotina no Flamengo e demonstram a força financeira que o clube obteve no cenário nacional e internacional. Por outro lado, comprovam ainda o vício dos times brasileiros em colocar a venda de atletas como ‘previsão orçamentária’. Vale ressaltar que o clube se manteve de pé durante muitos anos com a transação de promessas, mas a atual realidade é diferente e permite financeiramente manter esses jogadores no plantel por mais temporadas.


Reinier Jesus foi um dos destaques do banco do Flamengo em 2019 e a torcida tinha a expectativa de que o nome do atleta seria visto por ao menos mais uma temporada na Gávea. A última gestão do time carioca deu a possibilidade de a atual conseguir segurar os novos jogadores por mais tempo. Os clubes devem entender que a venda de atletas pode ser benéfica, mas que devem ser vistas com mais cautela, pensando em mais retorno técnico do que financeiro.