​Está criado o impasse. Muito embora, quando da confirmação do calendário da Libertadores da América, o Grêmio tratasse o assunto com extrema tranquilidade, é fato que um conflito de datas preocupa a direção do clube gaúcho. E, no momento há muito pouco a ser feito por parte do Tricolor.




A Conmebol marcou para 21 de abril o segundo jogo do time em casa pelo Grupo E da competição continental. Só que, no mesmo dia do duelo contra o Universidad Católica, do Chile, há na Arena um show da banda Metallica. Com isso, cabe à Arena Porto-Alegrense, empresa que administra o estádio, resolver esta questão. No entanto, sua cúpula diretiva só volta às atividades no dia 15 de janeiro.



O Grêmio não abre mão de disputar este confronto, válido pela quinta rodada da chave, na sua casa, e garante que, no acordo firmado com os responsáveis pela gestão do empreendimento, o futebol tem prioridade. Porém, como o show foi marcado antes e envolve uma atração internacional, tudo fica mais complicado. Muito embora o Tricolor tente uma nova data para a partida, se sabe que a Conmebol dificilmente irá topar esta alteração por conta do contrato com a televisão. A partida diante dos chilenos, por exemplo, está na grade do SporTV. O Grupo E da Libertadores ainda conta com o América de Cali, da Colômbia, e receberá um time vindo das fases preliminares, que poderá ser o ​Internacional, maior rival gremista.


Para mais notícias do Grêmio, clique ​aqui.