​Terceiro colocado da ​Premier League 2019/20, o Manchester City não vive uma temporada inspirada. Em apenas um turno de campeonato, o atual bicampeão já sofreu mais reveses que em toda a edição passada, sinal de que a fórmula de sucesso estabelecida no Etihad Stadium já foi bem estudada e digerida pelos adversários. Como consequência disso, a diretoria do clube azul de Manchester já planeja uma reformulação considerável em seu elenco.


​​Um dos jogadores que podem ser 'sacrificados' nesta urgência por renovação, por incrível que pareça, é o atacante ​Gabriel Jesus. O brasileiro de 22 anos é visto pela torcida dos Citizens como o sucessor ideal para Sergio Agüero, mas o argentino segue como titular indiscutível e é considerado um dos grandes ídolos da história recente do clube. Com 31 anos, dá pra cravar que o camisa 10 ainda tem bastante 'lenha pra queimar', o que adia a quebra de hierarquia no setor e frustra as pretensões de Gabriel por mais espaço/minutagem. A informação é do ​The Athletic.

Gabriel Jesus

Apesar de estar jogando menos do que gostaria, Gabriel é visto como um dos centroavantes jovens de maior qualidade e potencial no Velho Continente, sendo um dos principais ativos do elenco atual do Manchester City. Seu valor de mercado é bem alto e o clube, que pensa em começar a se remodelar já em janeiro, pode decidir por negociá-lo. O mesmo acontece com o ponta Leroy Sané, ainda em processo de recuperação de uma grave lesão no joelho


Um dos clubes que monitora os dois jogadores citados é o Bayern de Munique, mas o gigante alemão tende a privilegiar uma investida por um atacante de lado, por já contar com seu camisa 9 de peso, Lewandowski. Com uma ou duas vendas grandes, o City poderá iniciar as mudanças de elenco que prioriza, como reforçar o seu combalido e desfalcado sistema defensivo.

Leroy Sane