Através de suas redes sociais, a Conmebol promoveu nos últimos dias uma enquete para eleger a seleção de 2019 no continente sul-americano. Obviamente, a escolha envolvia atletas que disputaram a Libertadores e/ou a Copa Sul-Americana. Pois o resultado, com um domínio total de jogadores do ​Flamengo, gerou reações imediatas na imprensa argentina.



Obviamente, a crítica tem a ver com o time formado: onze nomes do Rubro-Negro, além do técnico Jorge Jesus. “Diego Alves; Rafinha, Pablo Marí, Rodrigo Caio, Filipe Luis; De Arrascaeta, Wilian Arão, Gerson, Everton Ribeiro; Bruno Henrique e Gabriel Barbosa. Insólito!”, escreveu o jornal Olé.


​​


A publicação ainda fez questão de destacar algumas disputas particulares. Jesus, por exemplo, desbancou Marcelo Gallardo, treinador vice-campeão da Libertadores pelo River Plate, com 62,1% dos votos. Já Gerson ficou à frente do volante Enzo Pérez, um dos líderes do time millonario, com 64,5% da preferência do público. Diante do que fez o Flamengo, nem a eleição da Conmebol escapou da euforia da torcida.


Para mais notícias do Flamengo, clique ​aqui.


Foto: Alexandre Vidal / Flamengo / Divulgação