A Libertadores passará por mais uma mudança na próxima temporada. Esta, no entanto, não mexerá com sedes, estrutura e participantes, para alívio geral. Durante o ​sorteio dos duelos de fases prévias e grupos para a competição continental em 2020, o presidente da Conmebol, Alejandro Domínguez, oficializou que a entidade reajustará a premiação para a próxima temporada, pagando ainda mais ao campeão da América. 


​​Como destaca o ​Blog do Rodrigo Mattos, o título continental passará a valer US$ 15 milhões (R$ 61 milhões), três milhões de dólares a mais que o valor faturado pelo Flamengo em 2019: US$ 12 milhões, aproximadamente R$ 49 milhões. Com as novas cifras, a ​Libertadores se tornará, enfim, a competição mais lucrativa do calendário sul-americano em premiação final.


Até então, a Copa do Brasil era a competição mais valorizada (financeiramente) para clubes tupiniquins. Seu campeão em 2019, o Athletico Paranaense, abocanhou R$ 52 milhões de premiação pela vitória na final, além dos valores acumulados durante a campanha. 

Nikão