O acerto que era previsto nos últimos dias não aconteceu. Sampaoli e ​Palmeiras não chegaram a um acordo e o treinador argentino não comandará o alviverde em 2020. Logo após o comunicado do Palmeiras informando a desistência na negociação, surgiu com muita força o nome de Vanderlei Luxemburgo. Inclusive o experiente treinador é esperado neste domingo para uma reunião com Maurício Galiotte e Anderson Barros, mas porque a diretoria mudou tanto o rumo assim?

​​



De fato alguma parte da torcida não gostou nada da possível chegada de Luxa ao clube, mas busquei entender o motivo de o presidente palmeirense e de o comitê gestor do clube colocá-lo como plano A justamente quando a ideia era de mudança de filosofia.


Opções do mercado


O Palmeiras vê um mercado muito escasso de opções para o plano de um time com mentalidade ofensiva, não foi por menos que Sampaoli era sim o plano A, B e C de Maurício Galiotte.


Jorge Sampaoli

Pelo fato de o treinador ter passado um ano no Brasil e conhecer o mercado sul-americano como ninguém, era muito factível supor que seu trabalho no Allianz Parque alcançasse sucesso. Porém, após um desacordo financeiro e a suspeita da direção palmeirense de que Sampaoli estaria aguardando a situação de Jorge Jesus no Flamengo, o clube encerrou a negociação e partiu para outros nomes no mercado. Mas quais?


Logo após a desistência como citado acima, o Palmeiras já virou suas atenções para Vanderlei Luxemburgo. Como plano B, o clube tem Miguel Ángel Ramirez, jovem treinador do Independiente Del Valle e atual campeão da Copa Sul-Americana. Miguel tem apenas 35 anos e pesa justamente a idade para que ele comande um time que respira pressão como o Palmeiras, por isso, é o plano B da direção Palmeirense.


FBL-SUDAMERICANA-DELVALLE-COLON

O fato de Miguel Ramírez também ter um multa rescisória para se desligar do Del Valle é um empecilho. Mas mesmo assim o nome dele ainda não foi descartado pela cúpula alviverde.


Renato Gaúcho, desejo de grande parte da torcida Palmeirense, não é nem considerado pela direção. Segundo alguns membros, Renato só teve todo esse sucesso no Grêmio por ser ídolo do clube e por isso teve a paciência do torcedor. Coisa que pela avaliação de Galiotte e os demais diretores, não acontecerá no Palmeiras. E é aí que entra o Papel de Luxemburgo nessa negociação.


Outros nomes, como o de Abel Braga, sequer foram cogitados. Ariel Holán e Sebástian Beccacece já estão bem encaminhados com outras equipes. Inclusive Ariel já foi anunciado pela Universidad Católica, do Chile. Beccacece fecha os últimos detalhes para ser anunciado como treinador do Racing, já que o clube também cansou de esperar a resposta de Jorge Sampaoli.



Identificação com o Clube


Pesa ao favor de Luxemburgo nesse momento o mesmo que pesou ao Renato no Grêmio. Mesmo sofrendo resistência de boa parte da torcida palmeirense é inegável que tem uma identificação e uma história vencedora dentro do clube. Isso conta bastante para a direção pois acreditam que Vanderlei pode desempenhar um bom trabalho em um clube estruturado como o Palmeiras.


Fora a parte da estrutura, é de consenso de muitos dirigentes alviverdes que Vanderlei estaria muito motivado para treinar o Palmeiras. Muitos enxergam como a chance de ouro para que Vanderlei possa confirmar que ainda consegue fazer grandes trabalhos em meio à tanta discussão sobre seus métodos de trabalho antiquado.

Vanderlei Luxemburgo


Filosofia


Diferente dos últimos nomes que treinaram o Palmeiras, Luxa não tem uma filosofia de um futebol tão retraído como Mano Menezes e Felipão. Porém não é a modernidade e ofensividade que Maurício Galiotte imaginaria ter. Fica de lembrança para o torcedor do Palmeiras os times  da década de 90, principalmente o de 96, que ficou bastante conhecido pelo ataque dos 100 gols.


Mas é claro que não dá para se apegar nos feitos do passado. De fato o Vanderlei nos últimos anos colecionou péssimos trabalhos inclusive em times grandes. O teste de fogo no Palmeiras pode selar um final de carreira com moral ou decepcionante.


Tato com os jogadores


Luxemburgo é bastante conhecido por ser um cara muito intenso no vestiário, tem um discurso forte e motivador. Pode ser algo positivo para o Palmeiras que coleciona no seu elenco, alguns atletas que passam a ideia de viverem em outro mundo dentro de campo. O ex-Vasco seria 

esse cara para resgatar o famoso "brilho nos olhos" do elenco palmeirense.


Caso Luxemburgo acerte com o Palmeiras, essa será a sua 5ª passagem pelo Palestra Itália. Luxa à frente do verdão conquistou 4 Campeonatos Paulista, 2 Brasileiros e 1 Rio-São Paulo. Será que vem mais em 2020?