​Dono de uma das maiores folhas salariais do país, o ​Cruzeiro já começa a pensar nos passos para 2020, ano em que disputará a Série B pela primeira vez em sua história. Atletas de altos vencimentos como Thiago Neves (liberado) e Pedro Rocha (fim de empréstimo) abrem a 'barca' celeste, que pode ser reforçada em breve por outro veterano: Fred.


De acordo com o ​UOL Esportes, o camisa 9 não está nos planos do time mineiro para 2020, apesar de ter contrato até dezembro do próximo ano. É provável que as partes sentem nos próximos dias para negociar uma rescisão contratual imediata, que pode ser facilitada pelo fato do Cruzeiro dever mais de R$ 5 milhões ao jogador e seu estafe.

Fred

Caso a rescisão se confirme, Fred já tem 'portas abertas' em um grande clube da Série A"O desejo de repatriar o Fred sempre existiu. Até antes da eleição. Ele é um jogador do qual eu sempre gostei muito, acho que é um dos maiores ídolos do clube, e nós temos uma relação de amizade. Isso é um fato público e notório. Vocês perguntam porque sabem que isso mexe com o meu coração [risos]", brincou o presidente do ​Fluminense, Mário Bittencourt.


Em coletiva de imprensa concedida na última sexta-feira (13), o mandatário tricolor falou sobre o desejo de repatriar o ídolo. Por respeito ao Cruzeiro, clube com o qual o Fluminense tem boas relações, qualquer tratativa só será aberta se o camisa 9 ficar livre no mercado.


"Ele tem contrato até dezembro de 2020, com um salário muito além das nossas possibilidades. Não temos nem como chegar perto do que ele ganha lá. Ele sabe disso. Sigo dizendo que há interesse, sim, em ele voltar para o Fluminense um dia. E futebol a gente sabe que é um dia após o outro. Se daqui a pouco ele não estiver vinculado lá e se ele entender que o clube está num processo de reconstrução, mas que a gente pode fazer um grande projeto de marketing aí sim podemos começar a pensar na possibilidade de tê-lo novamente", concluiu.

Fred