TOPSHOT-FBL-WC-2018-MATCH17-RUS-EGY

​A anfitriã da última ​Copa do Mundo amanheceu com uma desagradável surpresa nesta segunda-feira, 9. Uma decisão da Agência Mundial Antidoping (WADA) decidiu por banir a Rússia de competições internacionais pelos próximos quatro anos. Tal decisão se deu por conta dos escândalos envolvendo atletas locais por uso de anabolizantes de maneira recorrente.


Isso significa que, dentre outras disputas, o país não participará das Olimpíadas de Tóquio em 2020 (esportistas que comprovarem seu status dentro das regras de dopagem poderão participar como "neutros", ou seja, sem hino ou bandeira correspondentes). Além disso, a Rússia não poderá se fazer presente na Copa do Mundo do Catar, em 2022. 



Agora os russos terão 21 dias para recorrer da proibição, o que significa que as consequências legais da decisão provavelmente continuarão nos próximos meses. Apesar da condenação, a participação da Rússia na Eurocopa de 2020, a princípio, está confirmada. A punição vale apenas para eventos esportivos mundiais. A UEFA já se manifestou sobre a permanência da seleção no torneio que acontecerá no próximo verão europeu. A cidade de São Petersburgo, inclusive, será uma das 12 sedes da competição.