10 jogadores de sucesso que já defenderam duas seleções diferentes

Redação 90min
Russia v Croatia: Quarter Final - 2018 FIFA World Cup Russia
Russia v Croatia: Quarter Final - 2018 FIFA World Cup Russia / Matthew Ashton - AMA/GettyImages
facebooktwitterreddit

Jogar por uma seleção é o sonho de qualquer jogador de futebol. Mas há aqueles que, por um motivo ou outro, já tiveram o privilégio de vestir a camisa de dois países diferentes. E se engana quem acha que isso só acontece com nomes de menor expressão, que passaram por insucessos e buscaram uma outra saída. Abaixo, lembramos dez atletas bastante conhecidos que viveram esta experiência.


Thiago Motta

Italy Training & Press Conference - 2014 FIFA World Cup Brazil
Italy Training & Press Conference - 2014 FIFA World Cup Brazil / Claudio Villa/GettyImages

O ex-volante disputou dois jogos da Copa Ouro, em 2003, pela seleção brasileira. Depois, não foi mais lembrado e, no momento em que passou a fazer sucesso no futebol italiano, também começou a sonhar com a Azzurra. Defendeu a Itália nas Eurocopa de 2012 e 2016 e na Copa do Mundo de 2014.


Chadli

Belgium v England: 3rd Place Playoff - 2018 FIFA World Cup Russia
Belgium v England: 3rd Place Playoff - 2018 FIFA World Cup Russia / Chris Brunskill/Fantasista/GettyImages

Filho de pais marroquinos, o meio-campista belga inicialmente decidiu por representar o país de seus progenitores. No entanto, foi convencido pela Bélgica a mudar de rumo, tanto que disputou os Mundiais de 2014 e 2018 com o time europeu.


Pjanic

FBL-WC-2014-MATCH44-BIH-IRI
FBL-WC-2014-MATCH44-BIH-IRI / JAVIER SORIANO/GettyImages

Titular na Copa do Mundo de 2014 pela Bósnia Herzegovina, o meio-campista já tinha defendido Luxemburgo, onde viveu desde criança, nas categorias de base. Lembrando que ele nasceu na antiga Iugoslávia, que acabou dividida posteriormente.



Mário Fernandes

FBL-EUR-NATIONS-RUS-SWE
FBL-EUR-NATIONS-RUS-SWE / ALEXANDER NEMENOV/GettyImages

Após passagens pelas seleções de base do Brasil, o lateral-direito chegou a ser convocado pela seleção principal para o Superclássico das Américas, contra a Argentina, em 2011. Porém, não jogou. No ano seguinte, foi chamado novamente, mas se recusou a se apresentar alegando falta de preparo. Assim, sua estreia ocorreu somente em 2014, em amistoso contra o Japão. Porém, ao se transferir para o CSKA, da Rússia, decidiu que iria representar o país europeu, tanto que foi titular na Copa do Mundo de 2018.


Marcelo Moreno

FBL-COPA AMERICA-2019-BOL-VEN
FBL-COPA AMERICA-2019-BOL-VEN / DOUGLAS MAGNO/GettyImages

Nascido na Bolívia, o centroavante é filho de pai brasileiro. Representou a seleção verde-amarela sub-17 e sub-20, mas ao completar 20 anos, recebeu o convite para defender o selecionado boliviano e aceitou.


Lyanco

Torino FC v Juventus - Serie A
Torino FC v Juventus - Serie A / Valerio Pennicino/GettyImages

Ele nasceu na Sérvia, país que já defendeu nas eliminatórias para a Eurocopa sub-19. Atualmente, o zagueiro/volante que começou a carreira no São Paulo é parte integrante da seleção brasileira sub-23 que busca vaga na Olimpíada de Tóquio. No entanto, ainda tem chance de mudar, já que não estreou pelo time profissional do Brasil. 


Boateng

FBL-GER-CUP-FRANKFURT-TRAINING
FBL-GER-CUP-FRANKFURT-TRAINING / CHRISTOF STACHE/GettyImages

Passou por todas as seleções de base da Alemanha, porém, ao se profissionalizar, o centroavante optou por defender Gana. Pelo seu país, já disputou duas Copas.


Diego Costa

Spain v Russia: Round of 16 - 2018 FIFA World Cup Russia
Spain v Russia: Round of 16 - 2018 FIFA World Cup Russia / TF-Images/GettyImages

Ele é brasileiro, mas nunca jogou futebol profissional em seu país. No auge de sua carreira na Europa, o centroavante foi convocado por Luiz Felipe Scolari para amistosos em 2013, mas logo se naturalizou e optou por defender a seleção da Espanha.


Rakitic

France v Croatia - 2018 FIFA World Cup Russia Final
France v Croatia - 2018 FIFA World Cup Russia Final / TF-Images/GettyImages

O meio-campista do Barcelona nasceu na Suíça e chegou a defender as categorias de base local. Filho de pais croatas, se tornou um dos grandes nomes da seleção deste país.


Andreas Pereira

FBL-ENG-PR-MAN UTD-BRIGHTON
FBL-ENG-PR-MAN UTD-BRIGHTON / OLI SCARFF/GettyImages

Nascido na Bélgica, o meio-campista é filho de pais brasileiros. Atuou pelo país europeu até a categoria sub-17, mas anunciou que gostaria de defender o time canarinho. Fez sua estreia pela seleção brasileira principal em 2018.

facebooktwitterreddit