A temporada do futebol brasileiro vai chegando ao seu final e, com isso, crescem as especulações envolvendo o mercado da bola nos clubes por aqui. Em muitas das situações, há equipes que chegam num acordo para trocar atletas ou até envolver jogadores para suprirem carências em seus planteis. No ​Internacional, por exemplo, a prioridade para 2020, além de um técnico, é reforçar a armação do time, concentrada no veteraníssimo D'Alessandro. 


A diretoria colorada já começa a sondar o mercado atrás de peças para o setor. Pity Martínez, ex-River Plate e atualmente no Atlanta United-EUA, está no radar de Rodrigo Caetano, assim como Thiago Neves, do Cruzeiro. Entretanto, de acordo com o ​jornalista Guilherme Costa, que traz informações exclusivas do ​Palmeiras, a alta cúpula no Beira-Rio pensa na ideia de ter Lucas Lima para 2020.


Lucas Lima

Contratado a peso de ouro junto ao Santos no fim de 2017, Lucas jamais se firmou como titular na equipe alviverde. Hoje, com Mano Menezes, o camisa 20 continua oscilando demais, assim como todos os meias de ligação do elenco. O armador recebe o maior salário na Academia de Futebol - cerca de R$ 955 mil mensais, segundo o ​jornalista Jorge Nicola, dos canais ESPN. Obviamente a questão salarial dificultaria o negócio, mas o Palmeiras está de olho, de fato, em Paolo Guerrero para a próxima temporada


Mesmo com todo o investimento da Crefisa, Alexandre Mattos só conseguiu resolver o problema do ataque - mais precisamente o centroavante - com a chegada de Luiz Adriano no segundo semestre. Borja, Deyverson e Henrique Dourado dificilmente permanecerão em 2020, o que abriria espaço para o peruano, que já defendeu o arquirrival Corinthians. O fato não seria problema para muitos palestrinos que, nas redes sociais, manifestaram-se a favor de uma possível contratação do camisa 9 do Inter. 

Vale citar que ainda não há negociação alguma acontecendo por ambos os clubes, mas tanto o interesse gaúcho em Lucas Lima quanto a admiração de Mattos em Guerrero procedem. Novidades devem acontecer nas próximas semanas, principalmente ao término do Brasileirão, em que o Palmeiras já está praticamente assegurado na fase de grupos da Libertadores. O Colorado, por sua vez, está na faixa de classificação para a fase preliminar, porém é perseguido de perto pelo Corinthians. Uma não classificação para o torneio mais importante do continente pode complicar ainda mais uma permanência do camisa 9 no CT Parque do Gigante.