Mesmo criticado por grande parte da torcida antes de assumir o cargo, Fernando Diniz vai conseguindo levar o ​São Paulo ao objetivo estipulado pela diretoria - garantir vaga direta na fase de grupos da Libertadores de 2020. Para isso, a equipe deve encerrar o Campeonato Brasileiro no G-4. Hoje o Tricolor Paulista está exatamente em quarto lugar na tabela com 49 pontos, quatro de vantagem para o Internacional, o que dá mais tranquilidade ao comandante para as próximas partidas. 


Nesta quarta-feira (30), o desafio é o clássico contra o vice-líder Palmeiras, no Allianz Parque, onde nunca venceu. Em meio à reta final do Brasileirão, Diniz também vem participando do planejamento para 2020. Ainda que não tenha certeza se ficará na próxima temporada - seu vínculo expira em dezembro -, caso atinja a meta pré-estabelecida e com um bom futebol de sua equipe, as chances são enormes de uma renovação. Por isso, confiando no seu "taco", o treinador já indicou alguns nomes com quem já trabalhou que podem reforçar o plantel. Um deles é o meia Danielzinho, do Fluminense. 


Luciano,Gilberto,Daniel

A informação procede de reportagem do ​jornalista Jorge Nicola, dos canais ESPN. Como gastou a mais do que o previsto em reforços na atual temporada, a diretoria do São Paulo fala de poucas contratações em 2020, algo em torno de três a quatro jogadores. Um dirigente do clube informa, todavia, que quem chegar tem que ser titular, caso contrário o plantel supre as necessidade. “Se for para contratar, que seja alguém melhor que aqueles que já temos aqui”, explicou uma fonte ao jornalista. Danielzinho, de 23 anos, é titular absoluto do Fluminense comandado por Marcão, porém seu contrato expira agora em dezembro e o jogador não gostou da proposta da diretoria. 

Além disso, o meia vem amargando salários e direitos de imagem atrasados nas Laranjeiras - bos bastidores, fala-se que Daniel não receba mais que R$ 100 mil mensais. Com isso, o estafe do meia vem tendo consultas de alguns clubes do Brasil. Além do São Paulo, o Grêmio de Renato Gaúcho é outro que pode formalizar uma oferta nas próximas semanas. A favor do armador, há Diniz, que conhece o atleta já que treinou o Flu no primeiro semestre. Em contrapartida, há a concorrência no setor, o que poderia gerar um mau aproveitamento do elenco.