​Um dia antes do clássico contra o Botafogo, em São Januário, o atacante Rossi foi o escolhido pelo ​Vasco da Gama para conceder entrevista coletiva no CT do Almirante. Um dos atletas mais identificados com a torcida alvinegra, o camisa 7 mostrou que está totalmente adaptado ao projeto de Vanderlei Luxemburgo até nas palavras. No discurso, deixou claro que os jogadores estão focados nas 13 partidas restantes para o término do Campeonato Brasileiro como se fossem finais. 


"Todo jogo agora é decisivo, o campeonato vem afunilando. O Professor tem passado isso: quanto mais a gente somar, somar logo os 45 pontos para ter uma sobra na final e buscar coisas grandes", declarou Rossi, lembrando a faixa de pontos em média para os clubes escaparem do risco de rebaixamento. Vale citar que o Gigante da Colina chegou a ser o lanterna do Brasileirão no início, mas, com a chegada de Luxa, o time renasceu. 


"Na época em que pegou nossa equipe, éramos um time desestabilizado, sem tanta confiança. Hoje o time está mais sólido. Ele (Luxemburgo) aprimorou o nosso time, aprendemos a jogar fora de casa. Foi providencial para o nosso crescimento", exaltou o ponta, que vem sendo titular absoluto da equipe nessa reta final de Brasileirão. Para o duelo contra o arquirrival, o Vasco não poderá ter a estrela Talles Magno.


O jovem de 17 anos se apresentou à Seleção Brasileira para o Mundial Sub-17 e desfalcará a equipe em várias rodadas do Brasileirão. A princípio, Luxemburgo já fez sua escolha sobre o possível substituto: Felipe Ferreira. O meia, contratado no apagar das luzes junto ao CRB, entrou no segundo tempo contra o Fortaleza e teve ótima atuação. A tendência é que o armador canhoto entre desde o início nesta quarta-feira (16). 


"O Talles vai fazer falta, porque é um dos jogadores da frente que quebram a linha. Mas o Felipe Ferreira entrou muito bem. Temos peças boas para suprir a ausência do Talles. O Felipe, por exemplo, é um cara com mais toque de bola. Com quatro jogadores (no ataque), ficamos mais rápidos na frente, explorando o contra-ataque", analisou Rossi, que foi poupado da atividade desta terça (15). 


Pelo que mostrou em campo, Luxemburgo deverá aprontar uma correria para cima do Botafogo. Raul seguiu na parte interna fazendo trabalho específico contra desgaste muscular e deve ser mais uma vez preservado. No meio de campo, o técnico levou Richard e o jovem Bruno Gomes - que deve ganhar disputa com Andrey e Marcos Júnior - na primeira linha defensiva, dando mais liberdade a Felipe Ferreira, que, centralizado, atuou na armação, vindo com a bola de trás. 

Marrony atuou aberto pela esquerda, com o garoto Gabriel Pec no lado oposto - em setor que deve ser ocupado por Rossi naturalmente. Como referência, Ribamar continua com crédito, porém Tiago Reis vem treinando muito bem nas últimas semanas e será opção no banco de reservas. Diante de um meio de campo mais leve e mais intenso, o camisa 7 faz um alerta ao rival. "O Vasco não tem só 11 titulares, não. Nosso grupo é recheado de jogadores de qualidade. Tem Marquinho, Bruno César, Valdivia, Tiago Reis, que fez ótimo treino ontem. Entram com pressão para mostrar serviço e ficar no time. Eles (Botafogo) não vão ter sossego", promete Rossi.