O Athletico conquistou um dos maiores títulos de sua história em 2019 ao vencer a Copa do Brasil. A campanha do ​Furacão foi marcada por grandes duelos em que os comandados pelo técnico Tiago Nunes venceram grandes forças do futebol brasileiro como Flamengo, nas quartas de final, Grêmio, na semifinal e o Internacional, nos dois jogos, na grande final da competição nacional.


​​

Marcelo Cirino

Um dos grandes personagens da conquista inédita no Furacão, o atacante Marcelo Cirino, mesmo sendo reserva durante a maior parte da temporada, ficará marcado na história do clube pela grande jogada feita no segundo gol marcado no estádio Beira-Rio, no jogo de volta contra o Inter. O atacante deu um drible desconcertante em Edenilson e Rafael Sobis e cruzou para Rony marcar o gol do título.


​Com contrato encerrando em dezembro de 2019, o atacante revelou que não renovará com o Athletico para a próxima temporada. "É o final de uma história, são 11 anos aqui. Mas tive conversa com família, dirigentes, entramos em um acordo que é hora do Marcelo seguir outro caminho, outros desafios e é o momento pra isso" relatou o atacante em uma entrevista exibida neste domingo (13), pelo programa Esporte Espetacular, da TV Globo.


O atleta de 27 anos teve, até o momento, 61 partidas na segunda passagem pelo Furacão com 12 gols marcados. Entre 2009 e 2014, foram 152 atuações com a camisa do Athletico e 36 bolas na rede. Com o destaque no clube paranaense, Cirino chamou a atenção do Flamengo, onde atuou entre 2015 e 2017, quando atuou 104 vezes e marcou 24 gols pela equipe carioca. Marcelo também teve passagens por Vitória, Internacional e Al Nasr-EAU.