​Na manhã desta quinta-feira (10), a Seleção Brasileira decepcionou em uma partida amistosa, ficando somente no empate por 1 a 1 contra a boa equipe de Senegal. Com o tropeço, os comandados de Tite chegaram ao terceiro jogo consecutivo sem vitória, já que somaram um empate e uma derrota nos amistosos de setembro.


De torcedor para torcedor: clique aqui e siga o 90min no Instagram!

Neymar Jr,Salif Sane

Apesar do momento de instabilidade e da performance muito abaixo do esperado, Daniel Alves, atleta mais experiente entre os convocados da Seleção, não vê motivos para alarde. Como destaca o ​Lance!, o lateral-direito utilizou o fuso-horário e o forte calor em Cingapura para justificar o desempenho ruim do time canarinho. 


"Acredito que não falta futebol. O adversário também joga, também tem jogadores qualificados. A circunstância é um pouco difícil, estamos com fuso horário de 11 horas pra trás. Não é desculpa, mas você paga o preço. Um calor imensurável. Isso atrapalha para dar continuidade ao trabalho. Nunca é fácil ganhar, quando faz as coisas bem você descansa tranquilo (...) Mas as circunstâncias são difíceis", afirmou o lateral.

A opção pela realização de amistosos no país asiático partiu da própria Confederação Brasileira de Futebol, portanto, a logística imposta é responsabilidade da entidade. Além disso, o mau futebol da Seleção Brasileira já vem dos amistosos nos Estados Unidos, onde clima e fuso não foram fatores. É fato que a equipe caiu de rendimento neste pós-Copa América, e o melhor que jogadores e comissão técnica podem fazer é reconhecer e buscar soluções, não justificativas esdrúxulas para enganar o torcedor.