A janela de transferências internacionais para o futebol brasileiro já está fechada, portanto nenhum clube da Série A poderá contratar mais em 2019. Mas quem disse que os gigantes do país não já estão pensando no planejamento para a próxima temporada? Se os dirigentes não obtiveram êxito em negociações na última janela, que fechou em julho, as chances de sucesso voltam a ficar altas em dezembro, ao término do Campeonato Brasileiro. 


Falando especificamente de ​Vasco da Gama e ​Internacional, André Mazzuco e Rodrigo Caetano, homens fortes do futebol dos respectivos clubes, já iniciaram reuniões para reforçar seus elencos em 2020. Em São Januário, Vanderlei Luxemburgo pede prioridade para um centroavante de ofício e um meia armador, já que Marquinho, Valdívia e Bruno César não vingaram até aqui. 


Gonzalo Martinez

No Beira-Rio, Caetano foca na contratação de dois meio-campistas com características ofensivas, já que o veterano D'Alessandro tem vínculo se encerrando em dezembro. Um camisa 10 interessa a ambos os clubes e um nome em comum sondado pelos gigantes brasileiros é Gonzalo "Pity" Martínez. O armador de 26 anos foi considerado o Craque das Américas em 2018 pelo jornal uruguaio "El País" após a conquista da Libertadores defendendo a camisa do River Plate.


Na verdade, Pity Martínez foi bicampeão da Libertadores nos "Millonários" e se transferiu para o Atlanta United, da Major League Soccer (MLS), liga profissional dos Estados Unidos, por mais de R$ 55 milhões. Nos últimos meses, o meia se envolveu em polêmica com o treinador, o holandês Frank de Boer, e jornais argentinos chegaram a especular um retorno do craque ao River. 


Rodrigo Caetano chegou a sondar o estafe do atleta durante a janela de transferências de meio do ano, porém não conseguiu convencer o Atlanta. A informação, de acordo com informações do ​jornalista Jorge Nicola, dos canais ESPN e do portal Yahoo, é de que o clube da MLS até topa emprestar Pity em janeiro, porém tanto Inter quanto Vasco terão que estreitar as relações com os norte-americanos. Especula-se que o armador ganhe pouco mais de R$ 300 mil mensais, o que não seria nada de "outro mundo" por aqui. 


Mesmo atravessando graves problemas financeiros, o Vasco topou pagar cerca de R$ 200 mil mensais ao colombiano Fredy Guarín, valor acima do seu teto salarial. Por sua vez, o Internacional tem mais jogadores ganhando o mesmo tanto ou até mais que Pity no Atlanta, como Paolo Guerrero, Nico López, D'Alessandro, Edenilson, entre outros. ​O Palmeiras é outro clube brasileiro interessado no futebol do craque argentino para 2020.