​Nesta década, o Corinthians emplacou campanhas importantes em competições continentais, a principal delas sendo a ​Libertadores 2012, um dos maiores títulos de sua história. Contudo, há também algumas eliminações bastante dolorosas/frustrantes neste meio-tempo, histórico que o torcedor alvinegro não gosta de lembrar e não quer ver se repetir na atual temporada. 


De torcedor para torcedor: clique aqui e siga o 90min no Instagram!

​​O temor por um desfecho negativo em meio a um cenário de favoritismo evidente se tornou real após o clube paulista ser batido, com folgas, pelo Independiente del Valle na última quarta (18). Os equatorianos dominaram o jogo de ida do início ao fim, saindo de Itaquera com uma bela vantagem de 2 a 0 e colocando o Corinthians em maus lençóis na Copa Sul-Americana. Na volta, programada para a próxima quarta (25), a equipe do Parque São Jorge precisará de uma remontada histórica: vencer por três gols de diferença para avançar à decisão.


Como destaca o ​UOL Esportes, este cenário delicado remete a Fiel às eliminações vexatórias contra Deportes Tolima, na pré-Libertadores de 2011; e Guaraní-PAR, na fase de oitavas de final da Libertadores de 2015. A primeira fase eliminatória, por sinal, costuma ser o 'cemitério' alvinegro: recentemente, o clube caiu nas oitavas das edições de 2016/18, para equipes de menor investimento (Nacional-URU e Colo-Colo, respectivamente).

Corinthians v Colo-Colo - Copa CONMEBOL Libertadores 2018

Em Sul-Americana, o retrospecto nesta década é curto devido ao número alto de participações do Corinthians em Libertadores. Sua campanha mais recente foi em 2017, quando caiu para o Racing nas oitavas. Esta eliminação, no entanto, não entra no mesmo rol das outras citadas pelo peso/investimento do clube argentino.