​O lateral-direito do ​Flamengo, Rafinha, vive um grande momento vestindo a camisa do clube. O atleta que atuou 15 anos na Europa possui um lado afetivo muito grande com o torcedor rubro-negro. No Bayern de Munique, Rafinha tinha uma ótima relação com Pep Guardiola, porém dividia a posição com Lahm e não era titular absoluto. Quando chegou ao Brasil, o curitibano foi recebido com alto astral pelos jogadores e pela maior torcida do Brasil. Sem ser capitão, mas querido por todos os atletas do Flamengo, Rafinha ganhou o vestiário do rubro-negro. 



Ao ser perguntado sobre a atual fase do clube, Rafinha disse: "Aqui dentro a gente vai trabalhar como a gente vem fazendo. Chega no fim de semana e é isso [vitória] que acontece. Com todo mundo se entregando, o resultado está aparecendo. É ter o pezinho no chão, a caminhada é longa...", completou o jogador. 


Rafinha


Com apenas oito partidas disputadas no Campeonato Brasileiro, o atleta já demonstrou o por quê pode ser considerado um capitão "sem faixa". Rafinha acertou 89% dos passes realizados, possui três assistências e um total de 416 passes certos. Se essa posição estava carente no Flamengo, problema resolvido. 



O Flamengo entrará em campo amanhã (21), contra o Cruzeiro, às 17 horas, jogo válido pela 20º rodada do Brasileirão.