O ​Santos, mesmo com a recente queda de rendimento, fez seu melhor primeiro turno desde que o Campeonato Brasileiro adotou a atual fórmula. Com 37 pontos conquistados e 64,9% de aproveitamento, terminou a primeira metade da competição em terceiro lugar, cinco pontos atrás do líder ​Flamengo. Agora, o desafio é recuperar a regularidade para quem sabe, na última rodada, voltar a pegar o Mengão para uma possível decisão de título.


De torcedor para torcedor: clique aqui e siga o 90min no Instagram!




No último sábado, no Maracanã, o Peixe acabou sendo derrotado pelo rival carioca por 1 a 0, o que deixou o time de Jorge Jesus consolidado em uma posição que, há pouco tempo, era do clube paulista. Mas isso, em nada, tira a motivação dos comandados de Jorge Sampaoli. “Foi um grande jogo. Eles jogaram muito bem, estão confiantes, com um ritmo forte. Viemos com a proposta de atacar também, e tentamos chegar nas oportunidades que tivemos. Foi um jogo parelho e eles não tiveram tantas chances claras. Quem sabe não possamos pegar o Flamengo lá no fim em condição de título? E aí na Vila o bicho pega”, disse o lateral-direito Victor Ferraz.



No próxima sábado, o Santos volta a campo para pegar o Grêmio, em casa, na abertura do returno do Brasileirão. Será a primeira oportunidade para repetir a boa partida feita no Maracanã, algo que não vinha acontecendo, e quem sabe evoluir para ratificar a retomada de um estilo de jogo altamente competitivo e que fez do clube um postulante ao caneco quando poucos esperavam. “Precisamos melhorar e vamos melhorar. Fizemos um bom primeiro turno, mas gostaríamos de terminar em primeiro. Deixamos alguns pontos quase ganhos para trás, mas o torcedor pode ter a confiança de que faremos um bom segundo turno”, completou Ferraz. Com 30 gols, o Peixe tem, ao lado do Palmeiras, o segundo melhor ataque da competição, perdendo apenas para o Fla.


Para mais notícias do Santos, clique ​aqui.