​CSA, Chapecoense, Avaí... Essas equipes terminaram o primeiro turno do Brasileirão na zona de rebaixamento, mas todas elas somaram ao menos três pontos nas últimas cinco rodadas. O único clube que não conseguiu pontuar neste mesmo recorte foi o ​Atlético-MG, batido por todos os rivais que encarou desde a rodada 14, sua última vitória no torneio.


De torcedor para torcedor: clique aqui e siga o 90min no Instagram!

​​Como destaca o ​Globoesporte, o melancólico fim de turno do Galo é um 'choque de realidade' para uma equipe que, em certo momento da competição, flertou com a possibilidade de disputar o título. Entre os meses de maio e junho, o time de Rodrigo Santana passeou pelas primeiras posições da tabela de classificação, chegando a ocupar o posto de vice-líder. Hoje, ocupa a nona posição e já vê o G-6, zona de classificação à ​Libertadores, com distância.

Bruninho

Um conjunto de fatores ajudam a explicar a queda violenta do Galo na competição, a começar pelo 'cobertor curto' de seu elenco. Sofrendo com desfalques importantes por motivos de lesão, o treinador Rodrigo Santana tem encontrado dificuldades para entrar em campo com a formação que considera ideal. Além disso, é evidente que alguns atletas estão em péssima fase técnica - como Ricardo Oliveira, com um gol anotado em 21 jogos -, mas o fato de seus 'concorrentes' ​estarem tão mal quanto, dificulta qualquer mudança efetiva de cenário.


Por não conseguir se manter alheio a problemas disciplinares/extracampo, Juan Cazares, de qualidade técnica inegável, se transforma em uma opção pouco confiável. Veteranos como Luan, Elias e Réver têm entregado bem menos do que podem. O cenário desafiador acaba sendo pouco propício para o lançamento de garotos, apesar do jovem Bruninho ter sido o grande destaque individual na derrota do Galo para o ​Internacional, no domingo (15).

Longe do G-6 e imerso neste princípio de crise esportiva, o Galo tende a focar suas atenções à Copa Sul-Americana, onde é semifinalista. Na próxima quinta-feira (19), a equipe mineira desafia o Colón na Argentina, jogo de ida da semifinal.