​No último sábado (14), o ​Cruzeiro fechou sua participação no primeiro turno do Brasileirão com derrota, sendo batido por 1 a 0 pelo Palmeiras. Combinado com uma vitória do Fluminense na rodada, o revés no Allianz Parque levou o time mineiro à zona de rebaixamento, com apenas 18 pontos somados em 19 partidas disputadas.


De torcedor para torcedor: clique aqui e siga o 90min no Instagram!

Para este confronto na capital paulista, Rogério Ceni se manteve fiel ao discurso adotado após sua equipe ser goleada pelo Grêmio, na rodada 18 do Brasileirão: mudanças aconteceriam, provavelmente atingindo alguns dos 'veteranos' do elenco celeste. Como destaca o ​UOL Esportes, assim foi feito diante do Palmeiras, com Robinho, Thiago Neves e Edílson iniciando a partida entre os reservas. Em entrevista pós-jogo, o novo comandante cruzeirense revelou certa 'tristeza' em ter que deixar jogadores pesados no banco, mas justificou a decisão.


"Me dói no coração porque são jogadores que possuem uma grande história. Mas não consigo ter todos os atletas no time e ter uma grande rotação na equipe. É uma escolha profissional. Única e exclusivamente", afirmou o treinador.

David,Bruno Henrique

Com a nova comissão técnica, garotos como David, Cacá, Maurício e Éderson têm ganho mais espaço e minutos, em detrimento da perda de protagonismo de atletas que passam da casa dos 30 anos. O rejuvenescimento do time faz parte da busca de Rogério Ceni por uma formação mais intensa e dinâmica, tanto na ocupação de espaços, quanto na recomposição.