​O técnico​ Mano Menezes está vivendo um grande início de "era" no ​Palmeiras. Em seus três primeiros jogos, mantém 100% de aproveitamento, com vitórias sobre Fluminense e Cruzeiro, no Allianz Parque, e Goiás, no Serra Dourada. Os bons resultados amenizaram a crise no clube, que vinha sendo alvo de forte protestos da torcida, e dão tranquilidade para o planejamento do próximo ano ser traçado.


Substituto de Luiz Felipe Scolari, o também gaúcho Mano Menezes está implantando no Verdão um novo estilo de jogo, que preza mais posse de bola e troca de passes. O novo treinador também já mostra suas preferências no clube e as principais estão no setor ofensivo. A titularidade absoluta é de Luiz Adriano, que já acumula quatro gols marcados em sete jogos. Para fazer 'sombra' ao camisa 10, o comandante quer recuperar o colombiano Borja, que viveu momentos de baixa.


FBL-LIBERTADORES-PALMEIRAS-GREMIO

Com as opções, dois nomes do elenco estão perdendo espaço. O primeiro deles é Deyverson, constantemente utilizado por Felipão e que virou a quarta alternativa para o setor, ficando, inclusive, fora dos relacionados nos jogos contra Goiás e Fluminense. Ontem (14), contra o Cruzeiro, ele assistiu do banco de reservas a vitória de 1x0, quando Luiz Adriano foi titular e Borja entrou aos 27 minutos da segunda etapa.

​​

​​

Henrique Dourado, por sua vez, parece estar com os dias contados na Academia de Futebol. O atacante, de 30 anos, que chegou por empréstimo do Henan Jianye, da China, e ainda não teve a oportunidade de estrear, não faz parte dos planos de Mano. Segundo informou o​ jornalista Jorge Nicola, o jogador "só será utilizado em último caso" e deve ser devolvido ao futebol chinês em janeiro.