Rogério Ceni bem que ousou na escalação inicial do ​Cruzeiro para a partida contra o Palmeiras. Tirou o experiente Thiago Neves, que ficou no banco, e sequer relacionou o lateral-direito Edílson, apostando numa Raposa mais rejuvenescida. A tática, todavia, não surtiu efeito no resultado final, já que o time celeste foi derrotado por 1 a 0 no Allianz Parque. Mas o treinador gostou da nova atitude da equipe. 


Após a goleada em casa para o Grêmio na semana passada, Ceni desabafou em entrevista coletiva e até ameaçou deixar o cargo se a equipe não mostrasse outra atitude. O “climão” já tinha começado durante aquela semana após a eliminação na Copa do Brasil, quando Thiago Neves criticou a escalação do treinador para o jogo contra o Internacional. O camisa 10 chegou a dizer que o elenco ficou sabendo da escalação para o jogo "três horas antes". 


FBL-BRAZIL-CRUZEIRO-CORINTHIANS

Ídolo da Raposa e um dos líderes do time, o goleiro Fábio reclamou publicamente de “algumas declarações” que desestabilizaram o ambiente na Toca da Raposa. “É um momento difícil que a gente está vivendo. Mas o mais importante é a gente focar no que a gente quer, que é voltar a vencer o mais rápido possível", afirmou o camisa 1, na zona mista do Allianz Parque após mais um revés pelo Campeonato Brasileiro. 


"Antes do jogo contra o Inter, as coisas vinham andando muito bem, com duas vitórias e um empate. Depois do jogo contra o Inter, algumas declarações fizeram com que o ambiente se perdesse do foco principal, que é o futebol. E, depois, veio o resultado negativo contra o Grêmio, no qual a gente não conseguiu competir à altura de um grande jogo", completou Fábio, fazendo alusão à fala de Thiago Neves.

Com mais uma derrota, o Cruzeiro se manteve com 18 pontos, muito próximo da zona do rebaixamento. Hoje o Fluminense é o primeiro do Z-4 com 15 pontos e pode ultrapassar a Raposa se vencer o Corinthians, em Brasília, neste domingo. Na próxima rodada, o time comandado por Ceni enfrentará o líder Flamengo, no Mineirão. O goleiro aproveitou para pedir o apoio incondicional dos cruzeirenses para esse jogo que é de fundamental importância ao clube.