O elenco santista está tendo mais uma semana de treinamentos visando o confronto contra o Flamengo, sábado (14), ás 17h, no Estádio do Maracanã. Se o ​Peixe vencer o Rubro-Negro, irá terminar o primeiro turno na liderança do Campeonato Brasileiro. Apesar da dificuldade do jogo, já que o Fla tem 100% de aproveitamento em casa, o Alvinegro Praiano tem a confiança que pode sair do Rio de Janeiro com um resultado positivo.



Uribe,Felipe Jonatan,Carlos Sanchez

Na manhã desta quarta-feira (11), o uruguaio Carlos Sánchez concedeu entrevista no CT Rei Pelé e falou sobre a expectativa para a partida contra os carioca. Segundo o volante, o Flamengo tem uma boa equipe e, por isso, o time santista precisa neutralizar os 11 atletas do adversário.


Temos que neutralizar os 11. Não só Gabriel ou Bruno Henrique. Eles estão em um bom momento. Nós tivemos esse momento também e queremos retomar. Futebol tem passagens boas e não tão boas. Esse é o momento de demonstrar a nós mesmos que podemos lutar até o fim pelo torneio. Não pudemos ganhar como mandantes, então temos que ganhar como visitantes. Estamos cometendo erros, mas podemos corrigir”, explicou o uruguaio.


Sánchez também revelou que se sente incomodado em ter ficado na reserva em dois dos últimos três jogos com Sampaoli. O jogador diz não gostar das decisões do treinador, mas que sempre irá respeitar.


Sim, me incomodo. Não gosto, nenhum jogador gosta, mas são decisões do técnico. Se não quer contar comigo, aceito, não gosto, mas aceito. E quando eu jogar, tentarei ajudar para dar confiança ao técnico. Quem não joga tem que seguir da mesma maneira. É normal essa situação, às vezes ele toma decisões e atleta precisa ter responsabilidade e calma, não ficar bravo e tentar ajudar a equipe da forma que for”, desabafou o medalhão.