​O ​Flamengo vai vivendo um caso de amor com sua imensa torcida. Sob o comando de Jorge "Mister" Jesus, a equipe vem passando por cima dos adversários e, no último sábado (07), não foi diferente. Mesmo com vários reservas, o Rubro-Negro derrotou com propriedade o Avaí por 3 a 0, em Brasília, e se manteve na liderança do Campeonato Brasileiro. Gabriel Barbosa, para variar, ampliou a artilharia no futebol brasileiro com o primeiro tento da vitória no Mané Garrincha.


Agora são 29 gols de Gabigol em um total de 39 partidas pelo Mengão na temporada, o que aumentam os pedidos da massa rubro-negra em contratá-lo em definitivo no fim do ano. Vale citar que o camisa 9 pertence à Internazionale de Milão e os italianos já foram contatados por um dos empresários do atleta, Wagner Ribeiro, para saber as condições de negociação. 


Gabriel Barbosa

O diretor de futebol do Fla, Marcos Braz, deixou claro que o clube irá conversar na hora certa com a direção da Inter, já que uma proposta será, de fato, formalizada pelo goleador. Nos últimos dias, surgiram notícias na Itália de que o Rubro-Negro teria convencido os europeus a vender Gabriel por 18 milhões de euros (R$ 80 milhões na cotação atual), mas neste final de semana tudo mudou. 


Segundo informações do site italiano "C​alciomercato", três clubes europeus estão no páreo com o Flamengo para ter o atleta de 22 anos - Bordeaux e Nice, ambos da França, e Sevilla, da Espanha, que já havia manifestado interesse desde a última janela de transferências. Por ver seu atleta valorizado, a direção da Internazionale voltou atrás nas conversas com o Flamengo e manteve a pedida inicial pelo atacante - 20 milhões de euros (quase R$ 90 milhões). 


Para o Flamengo, a quantia não é fora dos padrões completamente, já que recentemente desembolsou R$ 50 milhões para trazer o meia Gérson da Roma, além de R$ 63 milhões em Arrascaeta. A concorrência dos europeus também não assusta aos dirigentes, já que o clube vem se consolidando como um dos clubes mais fortes do Brasil até no mercado internacional. No último mês, Marcos Braz e Bruno Spíndel, seu braço direito na gerência do Fla, viajaram até a Itália para fechar com Mario Balotelli, camisa 9 da Azurra. 

Ainda que o negócio não tenha se concretizado - Balotelli preferiu jogar no Brescia por sua identificação com o time onde começou no futebol -, o Flamengo saiu fortalecido, já que competiu com grandes clubes europeus pelo centroavante e fez contatos com empresários influentes, como Mino Raiola, representante de jogadores como Ibrahimovic, Pogba, Balotelli e De Ligt. Por isso, o presidente Rodolfo Landim não teme a concorrência por Gabigol e, se precisar aumentar a investida para tê-lo em definitivo, irá fazê-lo.