​Chegamos à 11ª rodada do Campeonato Brasileiro e, logo de cara, já nos deparamos com cinco partidas no último sábado. Uma delas - Vasco x Fluminense - no incomum horário das 11 da manhã. Então foi futebol quase o dia todo, amigos! Com direito a outro clássico e a uma grande surpresa que pode embolar a briga pela liderança. Confiram mais detalhes com a gente aqui embaixo, vamos!





Vasco 2 x 1 Fluminense

FBL-BRAZIL-CARIOCA-FLAMENGO-VASCO

O jogo entre os dois rivais teve de tudo um pouco. Como já falado, o ​Vasco recebeu o ​Flu às 11h de sábado, em São Januário (uma troca de refletores fez com que o horário fosse adiantado para a manhã). A estreia do Nenê pelo Tricolor foi uma atração à parte, mas no fim das contas o que chamou mais a atenção mesmo foi a virada vascaína, com gols de Castán e um lindo gol de falta de Bruno César (Pedro fez para os visitantes). Não sem dose de polêmica, claro, já que o resultado foi construído em meio a duas expulsões de zagueiros tricolores (Digão e Frazan). A torcida, que lotou o caldeirão, não quis saber e fez a festa ao apito final. Luxa está com moral cada vez mais forte na Colina...


Bahia 0 x 0 Cruzeiro​

Roger Machado,Mano Menezes

A bem da verdade, com exceção da expulsão de Arthur Caíke aos 42 minutos da primeira etapa, o duelo entre baianos e mineiros teve poucas atrações dignas de nota. Jogo morno, de poucas oportunidades, cujo empate sem gols não agradou a nenhuma das duas torcidas. A ​Raposa segue em situação perigosa na tabela (16º lugar), enquanto o ​Bahia continua apenas flertando com a possibilidade de subir de patamar na classificação (11º).


Ceará 2 x 0 Palmeiras

Edu Dracena,Luiz Otavio

Mais de 30 mil pessoas compareceram ao Castelão, na capital cearense, para ver uma longa invencibilidade cair por terra. Depois de quase um ano, o ​Palmeiras foi derrotado no Campeonato Brasileiro. A última vez que isso tinha acontecido foi em 25 de julho de 2018. Ao que parece, a queda na Copa do Brasil no meio de semana afetou a solidez defensiva alviverde, que tomou dois gols num só jogo, fato também muito raro sob o comando de Felipão. Os tentos do ​Vozão foram assinalados por Mateus Gonçalves e Leandro Carvalho (um golaço de cobertura). Quem gostou do resultado, claro, foi o ​Santos, de olho na liderança da competição.


CSA 0 x 4 Athletico-PR

Marcelo Cirino,Braian Romero

O mais inusitado desta partida foi o fato de que ela não foi transmitida por nenhuma emissora. Isso mesmo, nenhuma. Apenas nas rádios. Tudo porque o Athletico só tem contrato com a Globo e a Turner. Como a Globo só passa jogo aos domingos e o CSA não tem contrato com a Turner, nada de televisão. O que significa que poucos puderam ver o atropelo dos reservas do ​Furacão diante de um já contestado ​Argel Fucks - treinador da equipe alagoana há duas rodadas. Outra curiosidade do duelo é que os paranaenses chutaram quatro vezes na direção do gol e marcaram em todas elas (Madson, Thonny Anderson, Léo Cittadini e Braian Romero). Já o CSA não conseguiu concluir na direção da meta adversária em nenhuma ocasião. Situação complicada para o ​Azulão.


Internacional 1 x 1 Grêmio

Nonato,Luan

Um Gre-Nal 421 com cara de Gre-Nal, diante de ​quase 40 mil torcedores, mas cujo resultado não agradou muito a nenhum deles. O ​Colorado saiu na frente, com gol de Paulo Miranda, contra. Os gremistas, por outro lado, foram a campo com um time misto e encontravam dificuldades para oferecer perigo ao rival. Na segunda etapa, Luan mostrou que tem forte sina contra o Inter, e marcou de cabeça o gol da igualdade do ​Imortal. Resultado que, no fim das contas, foi justo, numa partida de muita entrega, muita marcação, muita tensão e poucas oportunidades de gol.