Uma situação curiosa acontece nos bastidores do ​Atlético Mineiro. Nathan, ainda não atuou pela equipe desde que renovou seu contratoLigado ao Chelsea, da Inglaterra, Nathan estava emprestado ao Atlético até 30 de junho . A princípio, a permanência na Cidade do Galo não era uma intenção dos britânicos. Mas, após uma luta de seis meses pela diretoria, a pedido do treinador Rodrigo Santana, o diretor de futebol Rui Costa buscou acordo com o estafe do atleta, liderado por Giuliano Bertolucci e o iraniano Kia Joorabchian.



​​Regularizado na CBF desde 8 de julho, o jogador ainda não teve oportunidades em campo. ​No clássico diante o ​Cruzeiro, pelas ​quartas de finais da Copa do Brasil, não ficou no banco de reservas. No primeiro confronto, a comissão técnica contou com Cazares, Luan e Chará, Vinícius, Rómulo Otero, Geuvânio e Maicon Bolt. 


Nathan

Na partida de volta, as opções foram as mesmas. A diferença é que Luan perdeu a condição de titular para o venezuelano Otero. O meio-campista só foi relacionado no jogo contra a Chapecoense, pela 10ª rodada do Brasileirão. Na ocasião, Rodrigo Santana optou por utilizar um time considerado alternativo.O treinador preferiu acionar nomes como Bruninho, Maicon Bolt e Rafael Papagaio e o atleta ficou no banco de reservas.


​No duelo diante o Fortaleza, neste sábado, às 16h (de Brasília), Nathan não foi confirmado até o momento entre os relacionados.  Rodrigo Santana, pretende poupar alguns jogadores visando a partida contra o Botafogo, na próxima quarta-feira (24), pelas oitavas de final da Copa Sul-Americana. Porém, resta o questionamento: Se fizeram questão de renovar, por que o jogador amarga na reserva?